Ontem à noite, eu dei uma palestra chamada O valor da autoconfiança, sobre como você pode se sentir autoconfiante, sentindo certeza do sucesso mesmo quando seu conhecimento diz que você deveria esperar o fracasso. Dar uma palestra assim coloca um sobrepeso nos ombros do palestrante, uma vez que ela precisa ser feita com confiança e certeza absolutas – caso contrário, a plateia vai detectar a incongruência facilmente.

Mesmo que você seja extremamente habilidoso e talentoso, a falta de autoconfiança pode fazer com que você não consiga dar o melhor de si em situações de pressão. Por exemplo, se você trabalha com vendas, uma coisa é ler um livro e aprender e entender algumas novas técnicas de vendas, mas realmente ir lá e aplicar essas técnicas quando você está frente a frente com um cliente é um desafio bem diferente. O maior fator limitante geralmente não é a falta de conhecimento ou de prática, mas, sim, a crença limitante de que você não consegue fazer tudo bem feito nas primeiras vezes – uma
profecia que acaba se concretizando sozinha.

Falar em público é um ótimo exemplo. Muitas pessoas detêm o conhecimento e a habilidade de escrever uma palestra que uma plateia apreciaria e, ao treinarem sozinhas, elas podem até fazer um bom trabalho. Mas coloque-as de frente para uma plateia – ou somente sugira a ideia – e elas rapidamente sucumbem aos sentimentos de dúvida e preocupação. Entretanto, se você levar essas pessoas a um show de hipnose e hipnotizá-las, elas vão subir ao palco e fazer um trabalho maravilhoso, sem medo algum, mesmo sem praticar e sem ter preparado um material. A hipnose não cria novas habilidades
como em um passe de mágica, mas ela coloca as pessoas em um estado em que elas têm acesso total e irrestrito a suas melhores fontes internas. Quais novos desafios você conseguiria superar se estivesse hipnotizado e tivesse plena certeza do seu sucesso?

Pode ser que você pense que a autoconfiança é o resultado de uma história de sucesso. Ao passo que uma história de sucesso pode certamente aumentar sua autoconfiança, você não precisa necessariamente dessa história para se sentir confiante. A confiança é um sentimento de certeza, uma fonte interna natural que pode ser acessada sempre que você quiser.

O segredo para se sentir confiante é revelado na citação de Albert Einstein: “A imaginação é mais importante que o conhecimento”. Mesmo quando seu conhecimento diz a você que você deve esperar pelo fracasso, você tem a habilidade de direcionar sua imaginação conscientemente para passar por cima desse impulso e sentir a certeza do sucesso de qualquer maneira. A maioria das pessoas deixa a imaginação em piloto automático, então às vezes elas se veem alcançando o sucesso, mas, ao mesmo tempo, se preocupam com o fracasso. É como tentar dirigir um carro pisando no acelerador e no freio ao mesmo tempo. Para se sentir confiante, você deve focar sua mente para visualizar apenas um resultado, aquele em que seu desempenho foi o melhor possível. Se você se pegar se preocupando (ou seja, treinando o fracasso mentalmente), você precisa tirar o pé do freio imediatamente e se focar no acelerador. Não importa quantas vezes você se pegar se preocupando ou pensando no fracasso, simplesmente continue redirecionando o foco de sua mente para a imagem do sucesso.

Para evitar o problema do excesso de autoconfiança, deixe que sua decisão de se condicionar a um estado de autoconfiança seja submissa à sua lógica, à sua razão e ao seu senso comum. Se você se sentir confiante demais de que vai se dar bem em um novo projeto grandioso e usar isso como desculpa para não se preparar o suficiente, essa é uma aplicação errada da confiança. Mas há vezes em que você terá feito tudo que podia em termos intelectuais e agora se encontra no estado mais confiante possível. Sempre que você tem que fazer algo sob pressão, essa é uma boa hora para se condicionar ao estado de autoconfiança: uma palestra, uma venda, um teste, uma entrevista, um exame, etc.

Então, por um lado, cuidado para não ficar confiante demais, usando essa confiança como desculpa para procrastinar sua preparação. Mas, por outro lado, é fantástico ver quão longe a confiança consegue ir. Quando eu estava na faculdade, eu geralmente não tinha tanto tempo quanto gostaria para estudar para as provas. Mas eu era muito bom em me condicionar a um estado de certeza de sucesso pouco antes da prova, independentemente de quão bem preparado eu me sentia intelectualmente. E esse estado de confiança várias vezes foi suficiente para que eu fizesse uma boa prova,
mesmo quando eu mal tinha estudado a matéria. Uma vez que eu esperava me sair bem (através da minha imaginação, e não do me conhecimento), minha mente subconsciente encontrava uma maneira de satisfazer essa visão. Geralmente, eu conseguia pensar em soluções criativas. Por exemplo, se eu tinha uma prova de matemática e não me lembrava da fórmula que deveria usar para resolver algum problema específico, minha mente subconsciente encontrava uma maneira alternativa de resolver o problema usando aquilo que eu, afinal, sabia – como eu estava em um estado de total certeza do sucesso, eu tinha todo o acesso possível a todos os meus recursos internos, inclusive a habilidade de resolver problemas de maneiras de que eu não estava conscientemente ciente.

A autoconfiança não é uma panaceia. Mas ser capaz de sentir certeza do sucesso pode dar a você uma vantagem enorme perante muitos desafios. A confiança costuma ser o fator decisivo durante uma venda, um fechamento de acordo, uma boa nota em uma prova, uma seleção em um teste, um encontro com um paquera, uma contratação ou promoção, ou na sua escalação para o time. E a falta de confiança pode condicioná-lo a um estado decrépito em que mesmo que você tenha os recursos intelectuais para alcançar o sucesso, você sequer tenta – você não tenta fazer a venda, não pede o aumento, não chama a garota pra sair, etc. Às vezes, só de angariar a confiança de perguntar é tudo de que você precisa para conquistar um resultado bem sucedido.

O que mais você poderia conquistar se adicionasse a ferramenta da autoconfiança ao seu arsenal de habilidades, direcionando conscientemente sua imaginação para se afastar da visualização de resultados negativos e se focar 100% na criação de um sentimento de certeza de sucesso?



Palavras-chave: Auto Confiança, Autoconfiança, Confiança em si mesmo, Confiar em si mesmo, Coragem