Compartilhe!

A desorganização é somente uma questão de falta de métodos e ferramentas de gestão pessoal, somada à dificuldade em priorizar e fazer o que é mais importante na hora certa (administração do tempo). Sim, só isso. Não é um defeito pessoal, não é uma falha de personalidade, não é algo que não pode ser mudado.

O primeiro passo rumo a uma vida mais organizada é identificar onde você está desperdiçando seu tempo. Ao contrário do que muito pensam, organização pessoal não é só uma questão de manter “coisas” organizadas como uma mesa de trabalho ou um armário. O cerne da organização está na priorização correta. Você pode estar trabalhando num escritório onde fisicamente tudo está perfeitamente organizado, por exemplo, e mesmo assim não conseguir fazer nada do que se propôs a fazer porque a raiz de sua desorganização está na sua dificuldade em lidar com o tempo.

Há pessoas que não conseguem, por exemplo, se livrar da síndrome da urgência. Elas passam o dia resolvendo problemas que estão estourando no momento e que muitas vezes não eram tarefas planejadas, nunca conseguindo encontrar tempo para fazer o que consideram importante.

Outras pessoas não têm a percepção do que é importante e do que não é, simplesmente fazem as coisas automaticamente à medida que elas vão requerendo a sua atenção.

Portanto, seguindo essa lista de “ladrões de tempo”, faça uma lista de prioridades. Prioridade não é aquilo que você deve fazer porque é urgente, mas aquilo que é importante para você. Compare as duas listas e veja quão longe você está do equilíbrio ideal. Eu digo “equilíbrio” porque, na verdade, você jamais se livrará das urgências inesperadas, elas simplesmente fazem parte da vida. O ideal, porém, é saber lidar com elas de forma a continuar dando atenção às coisas importantes para você.

Uma agenda semanal ao invés de uma diária é outra ferramenta muito útil. A possibilidade de enxergar a semana como um todo ao invés de um único dia faz com que você tenha mais flexibilidade para organizar as tarefas e atender as urgências que não podem ser evitadas.

Usar um caderninho de bolso para anotações rápidas pode ter resultados impressionantes em sua produtividade. Quantas vezes você se lembrou de algo que tinha que fazer no momento inadequado e se esqueceu depois?

Quantas vezes você teve uma idéia brilhante, mas por não registrá-la ela acabou se perdendo em sua mente? Elimine essas decepções carregando um bloco de anotações sempre com você. Outro benefício dessa simples ferramenta é a liberação de espaço mental. Pode parecer tola a idéia de que você ocupa muito espaço mental ao tentar guardar informações que você não quer esquecer, mas é uma realidade! No momento em que você coloca no papel, você se livra da responsabilidade de guardar na cabeça aquela informação e consegue pensar com mais clareza.

Essas são apenas algumas ferramentas muito simples de gestão pessoal que não exigem tecnologia ou investimento e que podem ajudá-lo na conquista da organização.

Não deixe de registrar sua opinião e/ou perguntas na seção de comentários abaixo!



Palavras-chave: administração da vida, crescimento pessoal, Desenvolvimento Pessoal, desorganização, gerenciamento pessoal, gestão de vida, organização pessoal

Compartilhe!