Sim, a sorte é perigosa. Dentre todas as ameaças que você pode encontrar em seu caminho, a sorte é a mais traiçoeira e enganosa. Mas por quê? Bom, há dois motivos principais:

1. Se você “acredita” na sorte, ou seja, se você acha que a vida está além do seu controle e seu futuro está predeterminado por algo além do seu campo de poder – como um ser superior, os astros ou a “força da vida” –, você está condenado ao fracasso! Vamos esclarecer um pouco mais esse ponto para evitar desentendimentos! 🙂

Abaixo está um trecho de um relato de um participante do curso online Planejamento Estratégico Pessoal:

“Na primeira aula, vocês falam da falta de planejamento pessoal e de como nós sempre buscamos um culpado para os nossos insucessos. No meu caso, acho que não tenho sorte e que tudo é obra de Deus. Daí, passei a acreditar nas palavras de um senhor de mais de 90 anos que dizia que nosso destino está traçado por ele (Deus) e que nada podemos fazer para mudá-lo. Por conta desse pensamento, já deixei a vida me levar empurrando o tempo e coisas com a barriga, mas a minha inquietude fez com que eu sempre buscasse novos desafios e também novos fracassos. No campo profissional, já trabalhei em diversos seguimentos sem ter me identificado com nenhum deles, muitos apenas pelo dinheiro do fim do mês, sem nenhuma disposição e muita insatisfação, fui seguindo o meu caminho achando que a sorte iria aparecer ou que Deus me iluminaria na descoberta do caminho do sucesso e das realizações, mas como isso nunca aconteceu, fui levando a vida…”

Deixe-me deixar bem claro, em primeiro lugar, que não sou contra crenças em si. O problema é quando a pessoa coloca sua vida e decisões nas mãos do objeto dessa crença, seja Deus ou outra divindade, os astros ou o destino em si, esperando que sua vida seja guiada de alguma forma. Se você se identifica com essa descrição, pense bem: em todo o mundo, as pessoas mais crédulas e “esperançosas” são também as mais miseráveis. Enquanto isso, quem parte para a AÇÃO, muda seu destino e constrói a vida que quer. No Brasil mesmo, em que a pobreza atinge boa parte do país, pipocam histórias de pessoas que saíram de uma condição de absurda miséria e construíram uma vida de sucesso. Independentemente de suas crenças, essas pessoas decidiram agir ao invés de esperar que a vida os levasse para onde desejavam estar. Elas tomaram atitudes reais e concretas. Eu sei que esse é um conceito difícil de assimilar para algumas pessoas. “Da boca pra fora”, elas entendem, ou seja, no nível mais consciente possível, elas concordam comigo. Mas lá no fundo elas continuam achando que terão na vida aquilo que “merecem”. Elas apenas esperam pacientemente que a vida lhes recompense por todo esforço e dedicação. E deixe-me reforçar isto: a maioria das pessoas concorda comigo, pois chega a ser um senso comum, mas, na verdade, boa parte não toma atitudes REAIS para conseguir o que deseja (veja meu artigo anterior sobre mitos para ampliar um pouco mais esse conceito).

Se você quiser fazer um teste, pergunte a si mesmo o que você fez em termos de AÇÕES REAIS nos últimos seis meses em prol daquilo que deseja conquistar na vida. Se você não consegue encontrar nada para dizer, pode ser que você se encontre nessa situação em que você conscientemente compreende o que quero dizer, mas inconscientemente está esperando que a vida o carregue, está esperando por um golpe de sorte.

2. O 2º motivo pelo qual a sorte é perigosa para o seu sucesso é sua “aura” de oportunidade. Se você não sabe aonde quer chegar, qualquer lugar serve, certo? Você conhece o ditado. Quem não tem um plano, quem não sabe ao certo o que quer da vida pode se deslumbrar com lances de sorte aqui e ali – que ao invés de levarem a pessoa a um porto seguro fazem com que ela fique ainda mais à deriva na vida. Coloque três ossos na frente de um cachorro e veja o que ele faz. Ele não consegue se decidir, não consegue escolher um só e abrir mão dos outros dois (na verdade, basta colocar dois ossos na frente dele para que ele fique confuso!). Nós, seres humanos, agimos da mesma forma! Quando não sabemos exatamente o que queremos, ficamos encantados com tantas oportunidades que não conseguimos seguir um caminho certeiro, pois sempre ficaremos na dúvida se a outra oportunidade não nos levará para um “lugar mais legal”. Sim, a visão da maioria das pessoas quando o assunto é oportunidade, sorte, chega a ser bem ingênua. Na falta de um conceito claro e específico de onde elas querem chegar, a única palavra que descreve o destino que elas desejam é “legal…”. Elas querem ser felizes, bem sucedidas, mas isso não é meta! Isso é conseqüência das metas conquistadas! Você precisa conquistar algo primeiro para, como conseqüência, sentir-se feliz e ter sucesso.

Quando você não sabe direito para onde está indo, você começa a andar em ziguezague, seguindo sempre uma nova oportunidade que parece ser melhor que a anterior. Como resultado, você não chega a lugar nenhum. Por outro lado, quando você sabe exatamente o que quer e está seguindo na direção do que deseja, você ignora oportunidades e lances de sorte que o levariam para caminhos diferentes – aquelas oportunidades não são pra você e você sabe disso! Assim, você chega onde deseja. A conquista o torna bem sucedido, o que aumenta a sua auto-estima e o faz sentir-se feliz.



Palavras-chave: alcançar o sucesso, atingir o sucesso, conquistar o sucesso, ser bem sucedido, sucesso na vida, ter sucesso, vencer na vida