Compartilhe!

Sete estratégias de produtividade do superconquistador

Se você pensar em pessoas bem sucedidas e realizadas, alguns nomes podem vir à mente: Donald Trump, Richard Branson, Maria Shriver, Steve Jobs, Bill Gates, entre outros. Ao considerar o que elas conquistaram durante suas vidas, fiquei pensando em por que muitos de nós trabalham duro e por longas horas sem atingir os mesmos resultados grandiosos. Qual a diferença?

Este é o meu problema (e talvez também seja o seu): sou um viciado. Minha droga é a ação constante, comunicação constante, conquista constante – a longa lista de afazeres e as tarefas cumpridas ao fim do dia. É uma sensação maravilhosa. Mas esse comportamento de ocupação constante pode, na verdade, tirá-lo dos trilhos de seus objetivos mais valiosos, taxar seu sistema físico, psicológico e emocional, e até mesmo prejudicar ou destruir relacionamentos.

Eu passei algum tempo contemplando meus objetivos, sabendo que eu queria dar saltos grandes em diversas áreas da minha vida, não somente melhoras adicionais. Depois de pensar muito, eu percebi que a chave não é fazer mais ou trabalhar mais duro; a chave é, na verdade, fazer menos e pensar mais, ser menos ocupado e mais produtivo. Assim, eu descobri o segredo que separa os superconquistadores do resto de nós.

Comecei aplicando essa estratégia em minha vida pessoal e em meu trabalho. E gostaria de compartilhar com você os princípios que descobri que levam do “sucesso” estressante à superconquista, de modo a ter uma vida mais equilibrada, repleta de harmonia, alegria e satisfação pessoal.

Aprenda a parar de fazer

Todos temos nossas listas de afazeres, que parecem estar sempre crescendo, mesmo quando finalizamos algumas tarefas. Seus dias de trabalho se tornam mais longos, o tempo gasto com a família diminui e você percebe que mesmo estando em constante movimento, você está, na realidade, estagnado no mesmo lugar.

Reavalie como você gasta o seu tempo e elimine os desperdiçadores de tempo da sua vida. A única maneira de ganhar mais tempo é parando de fazer alguma coisa. Se você não gosta do que sua vida se tornou ou se quer elevar sua vida e sua produtividade e um nível superior, você precisa descobrir o que pode parar de fazer, para que você possa se concentrar naquilo que você deveria estar fazendo para obter melhores resultados na vida.

O princípio de Pareto é muito popular, a regra 80/20 em que 20% da suas atividades correspondem a 80% da sua renda ou 20% dos seus esforços correspondem a 80% dos resultados que você obtém. Posta de maneira simples, essa regra diz que você deve dedicar 80% do seu tempo naqueles 20% responsáveis pelo que você alcança seja em termos de dinheiro, produtividade ou qualquer outro tipo de resultado. Descubra esses 80% de atividades supérfluas e pare de fazê-las para se dedicar mais aos 20% que realmente fazem a diferença na sua renda e nos seus resultados.

Imagine isto: se você gastasse somente 40% do seu tempo nas suas atividades mais valiosas, você poderia dobrar a sua renda (ou resultados) se começasse a colocar 80% do seu tempo nessas atividades ao invés de desperdiçar 60% do seu tempo fazendo o que não dá resultados.

Crie e proteja seus limites

Para os viciados em trabalho, são tempos difíceis. Os limites naturais do tempo divididos entre trabalho, vida pessoal e família foram destruídos. A tecnologia penetrou o jardim murado que separava esses segmentos importantes de nossas vidas. Essa ruptura permite intrusões constantes em nossa atenção, mantendo-nos constantemente conectados à mercê do fluxo de informações e de demandas.

Crie um filtro de “lixo” na sua vida.

Para filtrar pedidos alheios, é importante, primeiramente, saber claramente o que se quer.

Determine seus valores. Quem é você? Quem você quer se tornar? O que é mais importante em sua vida? Qual direção você quer que sua vida siga?

Foque-se em seu objetivos. Quais são os três objetivos mais importantes deste ano? Deste mês? Desta semana? De hoje?

Identifique quem e o que é importante. Decida quais áreas da sua vida você quer desenvolver e expandir e crie espaço para isso.

Depois de identificar seus valores, seus objetivos e suas prioridades, crie um filtro de “lixo” e aplique-o a todas as outras áreas, deixando-as fora da sua caixa de entrada e da sua lista de afazeres.

Simplesmente diga “não”.

Não há meio termo aqui. Essa é uma das atitudes de disciplina mais importantes que você pode desenvolver para se livrar de seus vícios. Se você não se sente confortável dizendo “não”, diga “não, obrigado”. As pessoas frequentemente se comprometem com mais do que podem porque querem agradar a todo mundo.

Lembre-se de que toda vez que você diz “sim”, você também está dizendo “não” a alguma outra coisa relacionada aos seus objetivos. Você não produz tempo, apenas o troca. Seja um melhor negociante.

Não digo que nunca devemos ajudar os outros ou prestar favores, mas devemos sempre fazê-lo de coração aberto e consciência limpa, não porque ficamos “sem jeito” de dizer não e amargamos rancor contra nós mesmos por isso!

Espero que você reserve um tempo para parar e examinar sua própria vida e incorporar esses princípios simples, porém poderosos em sua rotina diária no seu caminho para a superconquista. Esses passos, se aplicados, o ajudarão a transformar sua produtividade, sua performance e seu estilo de vida.

Lembre-se: não é o que você sabe, é o que você faz. As atitudes que você toma com relação às informações que você aprende são onde o poder da mudança e da transformação reside.



Palavras-chave: Administração do Tempo

Compartilhe!