Há algum tempo, as empresas descobriram o poder de definir uma missão para que todos os funcionários seguissem o mesmo rumo e compartilhassem a mesma visão da empresa. Mas uma declaração de missão não é útil somente para guiar empresas. Os indivíduos podem se beneficiar muito do conhecimento de planejamento estratégico, antes aplicado somente nas organizações.

Uma declaração de missão descreve o que você é e de que forma você contribui para com o mundo à sua volta. A missão pessoal diz de forma mais específica o que as suas ações e intenções representam de fato. Não é aonde você quer chegar, mas onde você está agora, o que você é. Ela reflete seus talentos, o que você faz que repercute em sua vida e na de outros.

O verdadeiro motivo da nossa existência é fornecer algo singular, que contribua de alguma forma para alguma coisa. Quando você descobrir o que é que você fornece de único às demais pessoas, descobrirá sua missão. Observe que a definição de “missão” aqui não é a mesma encontrada em algumas religiões, em que o significado é de algo que “deve ser feito” no futuro. A missão aqui não tem ligação com o tempo, representa o que você é, com o que e como você contribui.

Uma declaração de missão possui muitas utilidades, mas talvez a mais importante delas seja o poder de mantê-la dentro dos seus propósitos de vida. Na confusão do dia-a-dia, muitas pessoas acabam se distanciando daquilo que consideram realmente importante. Uma missão evita esses desvios, até porque na maioria das vezes eles ocorrem porque a pessoa não sabe ao certo qual o seu caminho, sente-se perdida e, então, envolve-se com qualquer coisa que possa parecer interessante. A missão delimita o seu campo de ação, faz com que você se preocupe com o que é realmente importante para você e descarte o resto.

Não deixe de registrar sua opinião e/ou perguntas na seção de comentários abaixo!



Palavras-chave: declaração de missão pessoal, missão de vida, Projeto de Vida, propósito de vida, sentido da vida