Um fluxograma é uma sequência lógica de procedimentos inter-relacionados cujo objetivo é orientar a execução de uma tarefa ou atividade. Fluxogramas servem para tornar o processo decisório e executivo simples, direto e claro. Fluxogramas são frequentemente utilizados no meio científico e empresarial para sistematizar rotinas e tarefas, no entanto, podemos aplicar esse conhecimento em nossas vidas também, estruturando a execução de atividades rotineiras que realizamos, assim como as ações sequenciais que precisaremos executar para atingir nossas metas pessoais.

Você pode ver ao lado uma figura de um fluxograma simples que indica como lidar com uma lâmpada que não funciona. Esse fluxograma pode parecer tolo, pois todos nós sabemos como lidar com uma lâmpada que não acende, mas o exemplo ilustra com muita clareza como é feita a diagramação de uma análise orientada para uma decisão. Em sua vida pessoal você pode criar todo o tipo de fluxograma para orientar sua tomada de decisão, facilitando e organizando sua vida. Fluxogramas são muito úteis também na vida pessoal para orientar outros membros da família, como por exemplo, ao lidarem com computadores. Em muitas família, apenas um ou dois membros sabem lidar com a parafernália eletrônica na casa. A criação de fluxogramas pode ajudar os outros membros a identificarem e resolverem problemas que ocorrem com frequência como “o que fazer quando o computador travar” ou “o que fazer quando a impressora não imprimir”. É possível montar um diagrama com as perguntas-chave feitas nessas situações e cada resposta leva a novas perguntas que por sua vez afunilam o resultado, oferecendo uma solução para o problema ao final.

A montagem de fluxogramas pode ser complicada de início, no entanto, os resultados podem ser muito benéficos ao economizarem tempo na tomada de decisão e orientarem com mais precisão a análise prévia da situação, a fim de evitar erros e conclusões precipitadas.



Palavras-chave: "If this then that", fluxograma, IFTTT