A arte da desistência: quando desistir de uma meta?

OS SLIDES DO VÍDEO ESTÃO DISPONÍVEIS AQUI

Muito já foi escrito sobre como conquistar metas. Falamos sobre como superar os obstáculos para chegar lá, como se motivar para manter tudo andando como planejado, como ser mais persistente, e assim por diante. Pouco se fala sobre a eventual necessidade de se desistir de uma meta. Esse é um assunto antipático. Ninguém quer falar sobre desistência. Os heróis das histórias não desistem. “Pessoas de sucesso” não desistem. No imaginário popular desistência é uma palavra feia, associada com fraqueza e covardia.

Essa narrativa, contudo, é enganosa—e por diversos motivos.

Algumas ideias que temos simplesmente não são boas. Cometemos erros o tempo todo, não é mesmo? Pois também erramos quando decidimos o que queremos para o futuro. Por diversos motivos podemos achar que uma ideia é maravilhosa, que tem grandes chances, que vai mudar a nossa vida e no final das contas estamos redondamente errados. O maior erro, contudo, é não enxergar a realidade e continuar insistindo em metas infrutíferas ou inapropriadas.

Persistência na meta errada é pura teimosia!

Neste vídeo, vamos conversar sobre os diversos cenários que podem nos levar a desconfiar que algumas metas que perseguimos precisam ser descartadas.

 

 

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


Deixe um comentário