Você já teve aquela sensação de que já fez de tudo para emagrecer e de acordo com sua interpretação, você fez tudo certo, mas não adiantou nada, no final das contas você ficou sem saber o que foi que deu errado? A razão pode estar ligada a um único item ou hábito que acaba fazendo com que você acredite que está fazendo a coisa certa, enquanto esse hábito que você quase não percebe está arruinando seus esforços e uma vez alterado, acaba fazendo toda a diferença no seu processo de emagrecimento.

Uma de minhas clientes percebeu que por falta de planejar suas refeições diárias, ela acabava comendo além da conta ou fazendo más escolhas.

“Eu passava um bom tempo sem comer nada e quando me dava conta de que estava com fome, precisava de um alimento “conforto” cheio de carboidratos e açúcar para matar toda aquela fome. Em minhas idas ao super mercado, eu comprava frutas e verduras, mas durante a semana eu esquecia de tudo o que estava na geladeira e acabava comendo outras coisas, tendo que jogar depois tudo o que comprei fora, pois eu deixava estragar. Por falta de criatividade também eu deixava de comer de forma mais saudável, comendo sempre as mesmas coisas, de preparo rápido e fácil.”

Quando ela passou a planejar suas refeições semanalmente, tudo mudou. Ela passou a ficar mais consciente do que estava comendo e como as refeições já estavam planejadas, não era necessário nenhuma criatividade para pensar em algo saudável para comer quando ela já estava com fome e sem paciência para pensar em algo diferente. Seus vegetais agora não mais estragam na geladeira pois ela só compra o que vai precisar e usa o que comprou na semana.

Quanto ela conseguiu emagrecer? 40 quilos! Ela foi de 100 quilos para esbeltos 60 kilos em 8 meses somente mudando esse hábito e começando a planejar detalhadamente cada refeição.

Eu sei que isso é um tanto trabalhoso e muita gente simplesmente tem preguiça demais para chegar a planejar suas refeições dessa forma, mas o esforço vale à pena. Com muita frequência, perdemos a conta de quantas calorias estamos ingerindo e nos enganamos facilmente com o tamanho das porções e com o fato de certos alimentos serem saudáveis (o que não significa que podemos comer à vontade!). Quando você coloca tudo no papel, a trabalheira de pensar em algo saudável para comer, verificar se você tem tudo o que precisa, preparar o prato, tudo isso fica muito mais fácil e você corre menos risco de simplesmente desistir do saudável e ficar com o confortável por pura preguiça.

Outra cliente que conseguiu emagrecer 50 quilos em 1 ano eliminou carboidratos refinados de sua vida, trocando-os por trigo, quinoa, arroz integral e aveia. Carboidratos refinados, ou seja, o ingrediente da maioria das massas brancas, pão branco e guloseimas doces ou salgadas encontradas em confeitarias, é um grande vilão que deveria ser evitado tanto por quem quer emagrecer quanto por quem se preocupa com a própria saúde. Carboidratos refinados ou brancos são processados rapidamente pelo corpo se transformando em açúcar. Se toda essa energia não for rapidamente utilizada, ela será guardada como gordura justamente nos locais em que mais desejamos eliminar gordura, a região da cintura e barriga.

Muita gente consegue atingir metas de emagrecimento eliminando um outro vilão da alimentação moderna, o xarope de frutose de milho, também conhecido como isoglucose, ingrediente presente em diversos produtos industrializados (leia os rótulos para encontrá-lo!). Esse xarope é mais terrível do que o açúcar, tanto para a saúde quanto para o peso. A simples eliminação de produtos com esse ingrediente já pode fazer maravilhas em seus resultados contra a balança.

Quanto ao açúcar refinado, procure eliminá-lo sem cair em outra armadilha, a dos adoçantes e produtos diet e light. Se você usa adoçante em quantidade pequena no café de manhã por exemplo, o problema não é tão grande, mas se você é um adepto fiel dos refrigerantes diet, coloca adoçante em tudo diversas vezes por dia e consome a versão light de qualquer coisa, você está cavando um buraco ainda maior do que o causado pelo açúcar. Estaremos nos aprofundando nos malefícios dos produtos diet num próximo artigo, porém compreenda aqui e agora que o melhor é sempre consumir tudo em seu estado natural. Não coloque adoçante nem açúcar em sucos, evite refrigerantes como um todo, diet ou não e prefira sempre as versões normais dos produtos, evite as versões light ou diet como a praga!

Comer naturalmente ao invés de enganar seu corpo com um “falso açúcar” também pode fazer você emagrecer mais rápido e manter o peso baixo, ao contrário do que a lógica sugere!



Palavras-chave: emagrecimento, Habitos para emagrecer, perda de peso