Compartilhe!

A busca pelo sentido da vida faz parte da natureza humana. O homem precisa dar sentido ao que faz para compreender e dar valor à própria vida – o que não tem sentido, ou melhor, aquilo cujo sentido não é plenamente compreendido, tem pouco valor individualmente. Ou seja, algo para mim pode ter um enorme valor porque eu entendo, compreendo, dou uma razão, enquanto para você não tem valor algum pelo simples fato de que você não compreende.

Ao ajudar as pessoas a planejarem e organizarem suas vidas, percebo que há uma constante busca por sentido. As pessoas sentem falta de sentido em suas vidas e, ao planejar, buscam definir metas que façam com que suas vidas adquiram sentido. Elas se mantêm num trabalho no qual se sentem insatisfeitas; prendem-se a relacionamentos afetivos, familiares e sociais por obrigação, medo, insegurança ou mesmo simples inércia; deixam de lado sonhos e hobbies para exercer atividades que as levam cada vez mais longe de objetivos um dia imaginados. Elas criam uma vida carente de sentido, no entanto, anseiam por ele a cada momento.

Ao buscar por sentido, as pessoas planejam tudo aquilo que deixaram para trás, que um dia quiseram realizar, mas abriram mão em nome da segurança financeira, da aceitação social, do medo de enfrentar os obstáculos do caminho, internos ou externos. Muitas não se dão conta, entretanto, de que o mundo não mudou só porque elas aprenderam como planejar suas vidas. Os obstáculos que um dia foram a razão do fracasso continuam lá e, se não enfrentados, continuarão a causar a tão “odiada” falta de sentido.

Mas o que, de fato, é esse sentido que as pessoas tanto buscam? Uma explicação qualquer que dê razão à ação? Não. Acredito que o sentido, que muitas vezes nós confundimos com razão, seja tudo aquilo que faz nos sentirmos vivos.  A explicação que damos para certas ações muitas vezes não tem lógica, mas precisamos dela para justificar a necessidade para o nosso lado racional. Temos essa preocupação em colocar em palavras, em entender exatamente o porquê de nossas ações para que tenhamos a percepção de que o que fazemos tem sentido. Todavia, o que precisamos e buscamos, na verdade, é sentir a vida correndo em nossas veias.

Não deixe de registrar sua opinião e/ou perguntas na seção de comentários abaixo!



Palavras-chave: propósito da vida, propósito de vida

Compartilhe!