Como não perder o emprego para o chatGPT?

Alex Giovanni

Como não perder o emprego para o chatGPT

Os avanços na inteligência artificial não precisam custar sua carreira. Mantenha-se à frente da curva com essas medidas propostas por especialistas.

Ferramentas impulsionadas por inteligência artificial, como o ChatGPT, tornaram mais fácil para as empresas automatizar processos, inaugurando uma nova era de produtividade no local de trabalho, mas deixando muitos trabalhadores ansiosos em relação ao futuro de seus empregos como resultado. E não são apenas os cargos administrativos que estão em risco. À medida que os modelos de IA se tornam ainda mais hábeis em raciocínio semelhante ao humano, até mesmo empregos anteriormente considerados ‘seguros’, como advogados, programadores e analistas financeiros, correm o risco de serem aprimorados ou substituídos totalmente, se as tendências atuais continuarem.

Mas se você está preocupado com a viabilidade futura do seu emprego, não aperte o botão de pânico ainda. Existem várias medidas práticas que você pode tomar para navegar na incerteza, incluindo o aproveitamento de suas habilidades interpessoais e o uso da inteligência artificial a seu favor. Mude a narrativa sobre a inteligência artificial que ‘rouba empregos’ com estas etapas simples propostas por especialistas abaixo.

À medida que a popularização da inteligência artificial ocorre, quais cargos estão mais vulneráveis?

A tecnologia tem automatizado empregos desde os dias do tear mecânico. No entanto, enquanto a revolução industrial anterior estava relacionada ao trabalho físico, as capacidades aprimoradas de processamento de dados e cognitivas da inteligência artificial a tornam uma ameaça a uma variedade de funções administrativas e baseadas em conhecimento e raciocínio.

Para quantificar esse impacto, a empresa de pesquisa Forrester prevê que até 2,4 milhões de empregos possam ser substituídos só nos EUA até o final de 2024, mas quais são os mais propensos a serem impactados? Como demonstrado na recente decisão da IBM de eliminar gradualmente posições de RH de back-office, funções mais suscetíveis à substituição incluem empregos administrativos como digitadores de entrada de dados, assistentes de recursos humanos e gerentes de contas. Assistentes jurídicos e científicos também provavelmente verão a natureza de suas funções mudar nos próximos anos, de acordo com a Forrester, enquanto escritores de conteúdo e designers gráficos também enfrentarão uma competição crescente com chatbots de inteligência artificial.

Embora a poderosa tecnologia GPT-4 da OpenAI, o chatGPT, represente um risco crescente para posições de alto salário como advogados, engenheiros e cientistas, é mais provável que a inteligência artificial seja usada para aprimorar essas funções em vez de substituí-las completamente. Mas, seja qual for o seu campo ou nível de experiência, medidas podem ser tomadas para mitigar o impacto da tecnologia, conforme exploramos abaixo.

Como proteger seu emprego contra a IA em 8 etapas preocupado com a IA?

Assuma o controle do seu destino com estas providências.

1. Use a inteligência artificial a seu favor

Como diz o ditado, se não pode vencê-los, junte-se a eles. Embora haja muitas tarefas que os humanos podem realizar melhor do que os bots, não adianta competir contra ferramentas como o ChatGPT quando se trata de otimizar processos de trabalho básicos. Ao usar a inteligência artificial para realizar funções básicas como agendamento de tarefas, gerenciamento de tempo e análise de dados, você terá mais tempo e energia para se concentrar em tarefas lideradas por humanos. Usar a tecnologia de maneira inteligente também lhe dará vantagem sobre colegas com menor conhecimento de inteligência artificial, ao mesmo tempo que lhe proporciona influência sobre a política futura de inteligência artificial em seu local de trabalho. “Saiba trabalhar junto com sistemas de inteligência artificial como ferramentas, aproveitando suas capacidades para melhorar a produtividade e eficiência”, explica Remi Alli, um advogado da empresa de relações públicas Elite Exclusivity. “Busque ativamente oportunidades para incorporar ferramentas de inteligência artificial em seus processos de trabalho, o que pode tornar sua função mais essencial.”

2. Torne-se proficiente com os Comandos do ChatGPT (ou ferramentas similares como Google Bard)

A resposta de um chatbot é tão boa quanto sua entrada. Portanto, outra maneira de aproveitar ao máximo ferramentas como ChatGPT, Google Bard e Gemini é aprender a dominar a arte do comando. Em termos gerais, há vários fatores-chave a ter em mente ao criar seu comando. Você deve usar linguagem neutra e objetiva para evitar influenciar a resposta com molduras subjetivas. Você também deve ser o mais específico possível, adicionar muito contexto e exemplos para o chatbot replicar e especificar o que você não está procurando em uma resposta. Seja para pesquisa de SEO ou produção de conteúdo, também vale a pena procurar exemplos de comandos do ChatGPT testados e aprovados para que você possa aproveitá-lo da melhor maneira para sua indústria específica.

3. Crie um GPT personalizado para sua empresa

A OpenAI lançou recentemente a GPT store, permitindo aos usuários criar e lucrar com seu próprio GPT personalizado. Aprender sobre chatbots existentes é uma coisa, mas criar um GPT personalizado para sua empresa ajudará a tornar sua função ainda mais indispensável, provando ao seu empregador que você é um especialista no campo. GPTs personalizados podem atender as empresas de várias maneiras. Eles podem ser usados como um centro de recursos interno, ajudando os funcionários a obter respostas para perguntas específicas da empresa rapidamente, ou também podem ser usados para lidar com consultas externas de suporte ao cliente. Você não precisa ser um coder especialista para construir um, aliás. O processo leva apenas cerca de 15 minutos do início ao fim e há vários guias na internet.

4. Torne-se um profissional em pesquisa

Não há como negar que o ChatGPT é um bom companheiro de pesquisa. Mas, com o ChatGPT 3.5 só sendo capaz de recuperar informações até janeiro de 2022, e o limite de dados do ChatGPT-4 se estendendo apenas até abril do ano passado, o chatbot não pode incluir dados contemporâneos em suas respostas. Os chatbots de IA também são propensos a erros, fornecendo informações incompletas e sem informações de origem, limitando ainda mais seu uso. Para remediar essas deficiências, é importante utilizar uma ampla gama de canais – de blogs online a revistas acadêmicas – ao conduzir pesquisas. Também vale a pena verificar as respostas que você recebe dos chatbots para evitar depender totalmente das ferramentas. O chatGPT é conhecido por simplesmente inventar fontes inexistentes como papers acadêmicos que nunca foram escritos e te dar, na maior cara de pau, uma referência completa com nome de autores, ano, título e outros detalhes. É preciso tomar cuidado para verificar a veracidade dos fatos e fontes citados em conteúdo produzido por inteligência artificial antes de usá-lo profissionalmente.

5. Aperfeiçoe sua inteligência emocional

Não importa o quão avançada a inteligência artificial fique, ela nunca será capaz de substituir a capacidade humana de se colocar no lugar do outro e se conectar em um nível emocional. Portanto, uma maneira de obter vantagem sobre a inteligência artificial e tornar-se um jogador indispensável em sua equipe é aprimorar e desenvolver sua inteligência emocional. Trabalhadores com altos níveis de inteligência emocional são mais habilidosos em construir relacionamentos fortes com colegas, navegar em situações imprevisíveis e colaborar de maneira eficiente. De fato, uma pesquisa da TalentSmart revelou que 90% dos melhores desempenhos são encontrados com alta inteligência emocional. Existem muitas maneiras de demonstrar inteligência artificial em um contexto de trabalho, incluindo responder positivamente a novas iniciativas, ser flexível com demandas, socializar com colegas fora do horário de trabalho e praticar a escuta ativa.

6. Desenvolva sua criatividade

Outro aspecto em que a inteligência artificial deixa a desejar é a criatividade. Enquanto os chatbots são capazes de processar grandes quantidades de dados e gerar código complexo rapidamente, a inteligência artificial não será capaz de gerar uma ideia original como um ser humano tão cedo. Essa desvantagem é por que modelos de inteligência artificial representam muito menos ameaça para empregos que dependem da criatividade, como escritores, coreógrafos, estilistas e músicos. Mas não são apenas os criativos que serão protegidos da tomada de conta. Contanto que você consiga demonstrar processos criativos em seu emprego atual, você terá uma vantagem sobre a inteligência artificial. Mesmo que você ache que não tem um talento criativo, há muitas maneiras de ilustrar essa habilidade ao seu empregador, incluindo a geração de novas ideias, a reavaliação de processos estabelecidos e a abertura ao pensamento inovador.

7. Trabalhe em sua marca pessoal

A inteligência artificial pode ser descrita com precisão como um faz-tudo, mas mestre de nada. Enquanto os chatbots são capazes de realizar uma gama aparentemente limitada de tarefas, eles nunca serão capazes de replicar a experiência, o conhecimento e a influência mantidos por líderes do setor. Portanto, uma das melhores maneiras de proteger sua posição em seu emprego atual e além é criar um nicho específico em seu campo e desenvolver sua marca pessoal. Fazer isso melhorará sua vantagem competitiva em sua indústria, não apenas contra ferramentas de inteligência artificial, mas também contra outros trabalhadores buscando posições semelhantes. Você não precisa fazer isso sozinho também. Conectar-se com pessoas de mentalidade semelhante e construir uma rede é uma maneira excelente de solidificar sua posição como líder do setor e melhorar a longevidade de sua carreira.

8. Diversifique seu conjunto de habilidades

Para aqueles que trabalham em funções mais suscetíveis à automação, agora é um excelente momento para fortalecer sua vantagem no emprego desenvolvendo novas habilidades. Nunca é tarde para adquirir novas habilidades e, à medida que a inteligência artificial continua a mudar o perfil do mercado de trabalho, acrescentar mais habilidades ao seu repertório é a melhor maneira de se manter à frente da curva. Habilidades humanas que envolvem criatividade, pensamento crítico e resolução de problemas são um ótimo ponto de partida, pois estão se tornando ainda mais valiosas na era da inteligência artificial. No entanto, aprofundar e melhorar sua alfabetização digital também será benéfico e facilitará a adaptação ao cenário de trabalho em constante mudança.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


Deixe um comentário