Motivação & Sucesso

John Mackenzie

Motivação & Sucesso

Excluindo os visivelmente sortudos que ganharam na loteria, receberam uma herança ou conquistaram algo na vida que é socialmente reconhecido como sucesso sem esforço, me diga: você conhece alguma pessoa bem sucedida que não seja automotivada?

A resposta provavelmente é negativa. Se o indivíduo conquistou o sucesso através de seus próprios esforços, ele deve boa parte de seus resultados à sua capacidade de gerar essa força motriz que se chama motivação.

Quem não é capaz de produzir seu próprio combustível, depende de combustível alheio, externo. Depende de estímulos, incentivos que, na verdade, não geram motivação verdadeira.

Se você pretende ser bem sucedido na vida, o primeiro passo é descobrir a chave de sua automotivação. Somente através da sua capacidade de acender a chama que sustenta seu movimento em direção ao que você quer é que você poderá se dirigir certeiramente à conquista de seus objetivos que o tornarão uma pessoa bem sucedida.

Quando falo em sucesso, não falo em algo específico, definido, como se sucesso fosse ter o emprego perfeito (ou ser um empresário), ter o carro do ano, etc. Sucesso é a conquista de seus objetivos, sejam eles quais forem. Sua definição de sucesso pode ser completamente diferente do que a sociedade compreende como sucesso, no entanto, a necessidade de automotivação é a mesma. Não importa se você deseja ser bem sucedido como o Donald Trump ou como a Madre Tereza, sem automotivação você não vai chegar a lugar algum.

Agora, se você não souber quais são esses objetivos, aí você tem um problema sério! Só é possível sentir-se motivado quando você tem um destino, um alvo a ser conquistado. Motivação vem de motivo – qual o motivo da sua ação? E é aí que eu vejo as pessoas se batendo. Elas querem se sentir motivadas no vazio, querem se sentir motivadas mesmo não tendo objetivos maiores do que receber o salário no final do mês para pagar as contas. Elas, então, se tornam dependentes de “mensagens motivacionais” e estímulos externos. Elas vivem buscando “coisas que as motivem”. É triste ter que dizer isso, mas essas pessoas jamais chegarão a lugar algum, jamais conquistarão qualquer coisa na vida…

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


2 comentários em “Motivação & Sucesso”

  1. Seus textos são fantásticos. Simplesmente escrito em letras, tudo aquilo que venho refletindo durante uns anos de minha vida.
    Acabei de fazer 18 anos, e des dos meus 15 anos de idade já tenho planos do que quero ser, do que quero alcançar, de onde quero chegar, e principalmente como chegar. (Acontece, que muitas vezes o caminho se distorce, e somos obrigados a sermos flexiveis com os acontecimentos que surgem). Porém, ninguém é perfeito e nesse ano de 2007, posso resumi-lo como o ano que menos tive incentivo e motivação. E aí, me deixaste confuso mais ainda nesse seu texto. Pois estou lendo isso aqui (Não só esse, como os outros trezendos artigos desse site, justamente para reatar a motivação que havia em mim). A reflexão que não passou, foi a seguinte: Motivação vem de Motivo.
    O motivo eu tenho, o caminho eu tenho, e mesmo assim, isso não foi suficiente para mater o incentivo durante os anos que preciso para alcaçar minhas metas.
    É como se fosse plantar uma semente, você planta, mas simplesmente não sabe quando elas vão brotarem, mas planta mesmo assim. Passa meses, anos, e elas não germinam. Você tenta de uma forma, de outra, analisa o que deu errado, volta a re-plantar, estuda o caso, mas você infelizmente não consegue resultado de nenhuma forma. Isso, é mais que suficiente pra fazer qualquer um dos mestres mais cheios de incentivo, a desanimar.
    O desanimo bate, justamente quando sua tolerancia se esgota de tentar por diferentes maneiras e caminhos, e não consegue obter resultado.
    Sem resultados, é completamente normal que você desanime.
    Não me arrependo de ter procurado ‘mensagens motivacionais’ na internet, pois foram eles que me levaram até aqui, onde achei, e talvez tenha retonado os incentivos necessários pra parar de empurrar a vida com a barriga, e começar a ser mais proativo, tendo em vista que: Minha meta é certa, mas o incentivo bate quando não se planta resultados.
    Na verdade, se você analisar todos os textos meios complexos sobre incentivo e proatividade, e esses assuntos do gênero, veremos que tudo é muito parecido com filosofia.
    Eu até hoje, não descobri nada que ‘criase’ motivação dentro de mim, uma vez que adquiri desânimo tendo já em posição fixa, minha meta e o que eu quero na vida.

    Responder
  2. A motivação não se obtém através de comandos ou fórmulas verbais autoimpostas. Muitas vezes temos enorme força de vontade ou temos uma necessidade tão premente de executar algo, mas o fato é que a energia para realizar aquele intento de forma continuada não vem. É por isso que tantos líderes experimentam enormes frustrações ao tentar “motivar” seus times. A questão é outra. A motivação guarda diferenciadas implicações.
    Motivação não é simplesmente impulso para ação. Ela é definida como uma conduta autônoma mas tenaz e sempre voltada para atender a finalidades bem específicas. Quero dizer que as ações motivadas são continuadas e se inscrevem fora do rol das condutas triviais e cotidianas – aquelas que só se sustentam mediante a presença dos estímulos do meio. Este fenômeno é chamado de Condicionamento ou Movimento, como queira. Portanto, motivação e condicionamento são dois fenômenos bastante distintos entre si.
    Angela Paes!

    Responder

Deixe um comentário