Você é proativo o suficiente?

Franciane Ulaf

Proativo

Semana passada participei de um seminário em que diversos especialistas na área de marketing online se encontraram para discutir novidades na web. Nesse caso, o assunto era negócios na internet e um dos presentes era Tom Kulzer, presidente da Aweber, considerada a melhor empresa de distribuição de e-mails do mundo.

Se você está em nossa newsletter ou já fez algum de nossos cursos, você é velho conhecido da Aweber! É essa empresa que envia os nossos e-mails para você! Não dá pra enviar e-mails para 40 mil pessoas do nosso Outlook Express! Quando a situação chega a esse ponto, é preciso procurar uma solução automatizada e a Aweber é a nossa solução.

Aproveitei a oportunidade e comentei com Tom que meus clientes reclamam muito do processo de confirmação (o clique no link em azul!). Alguns não conseguem identificar o link, outros têm medo de clicar em links em e-mails, alguns provedores entregam o e-mail em texto e, por isso, o link não aparece em azul, enfim, o tal link causa tanto problema que mais de 50% das pessoas que solicitam inscrição em nossa newsletter ou em cursos não consegue completar a confirmação.

Os demais presentes na reunião concordaram comigo, éramos todos empreendedores com sites e suas respectivas newsletters. A resposta de Tom pegou todos de surpresa, mas faz muito sentido! Ele disse: “Você trabalha com desenvolvimento pessoal, não?! Ensine seus clientes a serem proativos! A vida é complicada, a confirmação da Aweber é só uma pequena amostra do que vem pela frente!”. É claro que o comentário virou piada, mas deu pano pra manga pra discutirmos um assunto muito mais profundo do que “o clique no link azul”!

Simples reações a desafios simples e corriqueiros em seu cotidiano revelam o quão proativo você é. E a proatividade, por sua vez, é uma característica essencial para a conquista de qualquer objetivo maior do que receber o salário no final do mês.

A pessoa não proativa, ao se deparar com um problema que não consegue resolver imediatamente, sente-se frustrada. Essa frustração, dependendo da situação, gera sentimentos de raiva ou de desânimo. Em ambas as situações, a pessoa acaba desistindo de resolver o problema. Sua atitude não é compatível com uma solução.

Se uma pessoa não consegue lidar proativamente com um desafio simples e corriqueiro como completar uma inscrição online quando as coisas não funcionam como deveriam (caso da Aweber), como é que ela lida com situações mais complicadas na vida? A minha experiência me diz que ela não lida, ela desiste, da mesma forma que desistiu de tentar resolver o problema com o “link que não estava azul”.

Você poderia argumentar: “Mas tem gente que não tem familiaridade com computadores e internet…”. Hum… E quem disse que os problemas que enfrentamos na vida, os obstáculos no caminho e até nossos objetivos estão dentro da nossa zona de conforto? A proatividade se reflete em todos os aspectos da vida – um indivíduo proativo, ao se deparar com um problema, analisa-o friamente sem dramas, levanta possíveis soluções e tenta resolver a questão até conseguir. O fato de ele estar familiarizado ou não com a natureza do problema é o de menos.

Por outro lado, a pessoa pouco proativa ou totalmente reativa, somente lida “pacificamente” com questões dentro da sua zona de conforto. Ao se deparar com um problema com o qual não está familiarizada, ela faz drama, sente-se vítima da situação e essa frustração termina por levá-la ao fracasso na solução do problema. Isso, de um ponto de vista mais amplo na vida, faz com que a pessoa fique na mediocridade, jamais atingindo sucesso em nada.

Não deixe de registrar sua opinião e/ou perguntas na seção de comentários abaixo!

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


36 comentários em “Você é proativo o suficiente?”

  1. É bem verdade o que foi dito.Eu me sinto insegura diante do desconhecido e minha tendência é não enfrentá-lo. Fato que me leva a parar no meio do caminho. Sério isso! Porque acaba dando uma sensação de fracasso, incapacidade,falta de persistência e um olhar pra dentro de si e dizer: Vou te enfrentar!

    Responder
  2. hehehehe, eu sou 1 que tive muita dificuldade com o tal link que não estava azul e se não fosse a moça do atendimento de vocês eu não estaria aqui hoje lendo este artigo! Esse é um problema sério meu, quando a coisa fica meio difícil, eu fico frustrado e largo mão ao invés de tentar mais um pouco. Talvez seja isso que me falte para melhorar de vida! Obrigado pelo artigo!

    Responder
  3. Creio que a proatividade esteja diretamente ligada ao desejo e interesse que a solução daquele problema ou situação, desperta na pessoa. Explico: se a pessoa achar ou enxergar que a solução daquele conflito ou problema, trará vantagens e bem-estar para ela, provavelmente, ela arrumará alguma forma de resolvê-lo, ou seja, é importante, diante de um conflito ou obstáculo, que a pessoa procure visualizar quais as vantagens e prazeres que ela terá, quando solucionar o conflito. Se não existir, ou se ela não enxergar essas vantagens, certamente permanecerá inerte e não conseguirá ser pro-ativa.

    Responder
  4. Pior até que desconhecer dados assuntos, é não importar-se com eles, mesmo sabendo que em algum ponto da sua jornada você deverá enfrenta-los. E deixar reinar o ponto de conforto e acreditar que a vida pode ser empurrada com a barriga e que as soluções chegarão de bandeja, Ah! a vida é dinâmica demais para ser conduzida assim.
    Eu preciso acreditar nisto

    Responder
  5. Vivo esse drama em algumas situações de minha vida.
    Realmente, quando vejo em meus desafios, algo de vantajoso, por eemplo, uma melhor remuneração em função de atingir uma meta dentro de uma organização, me dôo or ompleto.
    Agora, se não recebo o retorno, me frusta. Vejo isso om naturalidade. Estou erto ou onde que posso melhorar?

    Sds,
    Damasceno.

    Responder
  6. Muito interessante o comentário do Ronaldo Cisneiros. A idéia de no momento da dificuldade, buscar força para enfrentá-la, pensando no que podemos “ter de vantagem” é uma forma de aguçar ainda mais nossa motivação e colocar o problema como um desafio!

    Responder
  7. puxa! esse artigo estava falando pra mim..estou passando por uma situação assim..as vezes me perco,me deixo levar por uma situação que sei que é momentânea e que parece não ter fim,,preiso aprender mais e sempre…obrigado pela verdade dita.

    Responder
  8. Sonhos Estratégicos é o máximo! Sinto-me priviligiada por poder participar e ler artigos que me colocam diante das minhas fraquezas e por isso, me fazem crescer. Gostei de receber os comentários em minha caixa de e-mail.É o máximo! Que orgulho! Muito obrigada, Sonhos Estratégicos! Parabéns!

    Responder
  9. Na verdade os problemas, na minha visão, não são problemas e sim ensinamentos para que nós, seres humanos, possamos evoluir e aprender com eles. De tudo tiramos uma lição. Se encararmos desta forma tudo ficará mais fácil e aceitável. Passará com muito mais facilidade.Estou todos os dias exercitando-me para me tornar uma pessoa proativa.

    Responder
  10. Acredito que a reatividade esteja ligada direta ou indiretamento com o fator “medo”, medo de erra, mede de não ser capaz….muitas pessoas não acreditam em seu potencial ou são tão criticadas por pessoas a sua volta, que deixa de realizar, tentar, por medo, receio, baixa auto-estima.

    Responder
  11. Realmente, muitas vezes por medo do desconhecido a gente acaba paralisando com medo das dificuldades. Sempre enfrento os desafios do dia a dia com muita energia e me empolgo muito quando tenho novos obstáculos para serem ultrapassados.

    Responder
  12. Que artigo interessante. Eu me identifiquei como uma pessoa proativa. Há umas semanas atrás, enfrentei problemas no trabalho que estavam me deixando muito abalada. Busquei com as pessoas certas a solução, não fiquei esperando as coisas melhorarem, pois eu sabia que isso não iria acontecer. Aí tudo foi conduzido pelas chefias com muita maturidade e hoje estou feliz.

    Responder
  13. Podemos usar a proatividade nas relacoes interpessoais afim de evitar determiandas situacoes dificeis ou estressantes!!!! Entretanto, quando agente se antecipa, evitando um problema ou tendo solucao para ele, algumas pessoas se ofendem!!!!!
    Apesar disso, creio que atitudes antecipadas ajudam a perceber melhor e corretamente o meio em que vivemos aumentando nossa capacidade de enxergar a realidade.

    Responder
  14. A vida sempre será complicada, no dia em que deixar de ser complicada ela deixa de ser vida, morre. Os desafios são fatores que fazem parte da vida de todo ser, porém existe alguns que desistem, uns que adiam e outros que enfretam, mas o importante de tudo isto é que esses desafios nos ensinam a ser uma pessoa pro-ativa ou não, depende da situação, porém uma coisa é certa os desafios levam as pessoas ao amadurecimento e isto faz toda diferença para sermos grandes vencedores.

    Responder
  15. Eu, tenho esse problema, não sou perscitente quando deveria, e pior isso se torna um vicio. Conscientização é p primeiro passo para mudarmos e vou fazer isso. Obrigado!!

    Responder
  16. É bem verdade que as pessoas estão tentando encontrar uma rapida de seus problemas, e nesta tentativa se fagilizam mais ainda, com medo de enfrentar tal situação.
    Se algo está acontecendo, um problema, um conflito, só existe uma saida: Enfrentá-lo e encontrar a soluação, ou deixar que o mesmo nos leance no buraco.
    Eu prefiro assumir riscos, e tentar resolver do que ficar apenas olhando. Agora, se não conseguir solucionar, deixo de lado ele, e espero que a saida se manifeste. Porque certamente, tudo tem uma saida, uma solução, que muitas vezes não é aqule que nós esperamos.
    Então é bom ficar tranquilo e permitir que a solução seja manifestada.

    Responder
  17. ehehehehheh!!!
    O meu pequenino problema não é se o link vem em azul, sim links enviados com vírus.
    Às vezes penso ser algo sério, aí me ferro…é vírus.
    No mais gostei muito do artigo. Bom incentivo para os impacientes.
    Bom fim de semana

    Responder
  18. Sou consultor na area de treinamento e desenvolvimento profissional. Sou chamado para resolver problemas de comunicação e relacionamento. Tenho os meus, é claro. Mas, numa aula de filosofia, ouvi de um mestre: “Problemas não existem, a não ser aqueles que o próprio homem os cria.” Solução: Pense antes de fazer; planeje; analise os pros e os contras; decida e controle suas ações.Na realidade é planejar com proatividade para evitar que o mal aconteça e se acontecer teremos o plano B. Acho que foi isso que entendi do artigo da semana. Muito bom. Abraços.

    Responder
  19. Quero primeiro parabenizar este site….Era tudo o q eu estava precisando!!!!
    Bem a respeito do texto acima…Infelismente,muitas vezes me pego triste e desapontada com as dificuldades q aparecem no meu dia a dia e…na maioria das vezes prefiro desistir…Mas qdo nao dá para desistir me sinto em pânico,nao durmo…É um verdadeiro pesadelo…

    Responder
  20. Ha uma outra situacao inusitada referente a pro-atividade que eh a seguinte:
    Se atrever a imaginar uma situacao que ainda nao aconteceu e como ela seria.
    Essa eh a questao!!!!!! Imaginar algo que nao ocorreu ainda e em funcao do que se imaginou agir por antecipacao!!!!!!
    Nesse ponto surge uma duvida sobre o quanto isso pode ser eficaz nas relacoes do dia-a-dia e o quanto de problemas podemos evitar, uma vez que usa-se a imaginacao para decidir sobre algo que ainda nao aconteceu, mesmo com uma grande atencao ao que estah acontecendo a nossa volta!!!!
    Como exemplo, a escolha ideal de um Curso Superior a ser feito sem antes ter assistido qualquer aula ter informacoes sobre o curso para aumentar a consciencia da decisao!!!! O momento certo de iniciar o curso para conclui-lo e sem interrupcoes!!!!

    Responder
  21. Fantástico o artigo. Parabenizo o site e a todos que trabalham para que os usuários possam ser beneficiados com informações de qualidade.
    Sinto-me uma pessoa proativa. Pois sempre enfrento todas as dificuldades com muita determinação e otimismo.

    Responder
  22. Existe uma propaganda na TV, da “Maracujina” que serve de exemplo entre ser pró-ativo e reativo. É o seguinte: O capataz de um fazendeiro diz ao mesmo que está dormindo em uma rede -“Seu Juca, a vaca foi pro brejo”. No que ele responde -“Não se estresse, fique calmo depois nos vamos lá e desatolamos ela!”. Pois é, se você demorar muito para desatolar a vaca poderá perde-la, ter prejuizo. Já que a tendência da vaca é ir pro brejo em busca de agua fresca e comida, é bom colocar algum obstáculo que não permita que ela se atole e atenda as suas (dela) necessidades. O mesmo acontece com nossos sonhos; nossos clientes etc…
    Sendo pro-ativo você poderá ver obstáculos e torna-los transponíveis com soluções de pronto. Se for reatrivo, bem, aí a vaca vai pro brejo.
    Abraços.

    Responder
  23. concordo que tem que ser proativo,mas numa organização publica vc tem medo de provocar uma reação adversa dos colegas,acho ruim isso por que muitas vezes vc tem que ser ativo eassumir o risco
    de uma tomada de decisão ou outra situação.abraços

    Responder
  24. Na maioria das vezes nós é que complicamos a vida, ao nos depararmos com obstáculos, nossa primeria reação é reclamar, e reclamar mais ainda se a primeira solução encontrata não solucionou o problema. Alguns desistem de cara, eu sou do tipo que tento várias vezes (ganho o titulo de teimosa) e já percebi que temos muitas vezes optar por ver o problema de fora, ou seja não estar nele e procurar por todas as opções possíveis. É uma maneira também de descomplicar

    Responder
  25. Depois que encontrei este site, tenho levado cada bofetada!!! Comecei fazendo uma pesquisa para me ajudar a administrar o tempo. Eu, uma pessoa preconceituosa com “auto-ajuda”, reconheci que precisava da ajuda de alguém. Fiz um curso aqui e não me desliguei mais. Inclusive, criei um e-mail especial para lidar com este site e não misturar temas familiares e de amigos com meu desenvolvimento pessoal. A cada texto que leio, descubro um pouco mais de mim mesma. Este por exemplo, me fez refletir sobre a minha parcela de “reatividade”. Bem, mas estou estudando para levar uma vida mais prazerosa e conquistar meu objetivos. Quem quiser trocar idéias: eu.e.otempo@hotmail.com. Parabéns aos organizadores do site.

    Responder
  26. Uma das minhas principais características é nunca desistir dos meuus objetivos. Quando quero conquistar algo e percebo que está além das minhas possibilidades, avalio quem poderá ajudar-me, e ao conseguir resultado positivo, continuo em frente. Sou insistente, persistente e não desistente!! Ajo assim, em todos os setores da minha vida!

    Responder
  27. Primeiro agradecer esta oportunidade que o site me concede,francamente dito me identifico com o comentário da Erica,pois a experiencia e responsavel do desenvolvimento cognitivo,a única maneira de ultrapassar os ditos problemas e de facto enfrentar,porém a dinámica ilimina a espectativa que tanto é meu objectivo.será o meio envolvente um factor para o fracasso ? boa tarde.

    Responder
  28. Realmente a proatividade é fundamental, o risco que corremos ao tentar solucionar certos problemas ou enfrentá-los é de não conseguir, porém, se você desiste de cara, já perdeu sem lutar. Não só com computadores, mas em toda nossa vida, temos fontes para consulta (pessoas, livros, internet, amigos, familiares) e principalmente nós mesmos, que podem fornecer respostas valiosas e dar-nos grandes pistas de como resolver as coisas “difíceis” da vida. Gosto de dizer sempre aos que agem com desmotivação o seguinte: “Se você enxerga uma pedra como uma montanha, ela será uma montanha. Não enxergue as pedras do seu caminho como montanhas”.

    Responder
  29. Concordo com tudo, e derrepente é isso que vez enquanto acontece comigo.
    Não que eu não resolva e não deixe de ser proativo para qualquer problema.Sim parto para resolvê-lo, porém parece alguns momento ocorrem comigo uma especie de apagão e me paraliza e meus projeto , metas e objetivos se perdem pelo caminho.

    Responder
  30. tô passando por um momento na minha vida,
    que está sendo muito dificil,parece até que
    nunca vai acabar.As vezes tenho vontade de
    dexistir de tudo e de todos.Mais por outro lado
    penso que algum dia,serei felix e que tudo
    isso vai passa.

    Responder
  31. Não sei qual das duas opções aconteceu comigo nessa situação do link:

    – se foi determinação de ler o artigo, pois eu mesmo que procurei sobre o assunto;

    – ou se foi questão da parte de informática estar na minha zona de conforto (tenho facilidade com informática), para mim não importa a cor do link, quando coloca o mouse sobre um link, a seta passa vira uma “mãozinha” rs;

    agora minha cabeça vai ficar com essa questão um bom tempo, mas creio que foi determinação de ler a matéria.

    abraços.

    Responder
  32. A vida é complicada? Para mim nunca foi. Acho que agora sei que, conceitualmente, sou proativo. Parabéns pelo site. Uma mensagem para o público. Não perca tempo olhando para trás ou para os lados, foque em seu objetivo e conquiste. Forte abraço a todos. Por Ricardo Bandeira

    Responder
  33. Sinto- me desta mesma forma com muitas decisões para tomar e não sei por onde começar.Não sei bem se sou proativo.Fico muito tempo com essa duvida.mais quando decido tomar a decisão tudo muda com uma velocidade tremenda.As coisas tornam a dá certo.

    Responder
  34. Pôxa! agora percebo, que deveria ser mais pro-ativa ao discutir determinadas idéias ou o que considero ser “ideal”…, esse artigo está demais.

    Obrigada!

    Responder

Deixe um comentário