Como descobrir meu propósito de vida?

Franciane Ulaf

Propósito de Vida

A maioria das pessoas vive numa corrida de gato e rato com suas responsabilidades, compromissos, metas profissionais, financeiras e, conseqüentemente, deseja administrar melhor o tempo e ter uma melhor produtividade para sofrer menos stress nesse processo.

A questão é que, por falta de propósito, a maioria das pessoas não tem mais nada a fazer além de trabalhar e descansar na folga desse trabalho. Quando começamos a falar em viver Carpe Diem, então, muita gente fica com um ponto de interrogação em mente sem entender direito porquê…

Para saber se você faz parte desse grupo, responda esta pergunta: o que você faria da vida se não tivesse mais que trabalhar? Obviedades à parte, é claro que quem está no ciclo do trabalho de oito a 12 horas por dia adoraria a oportunidade de escapar desse inferno e passar um tempo fazendo nada ou curtindo a vida em qualquer outro lugar.

A questão é o depois: e quando as férias acabarem? Você não tem mais um trabalho para voltar para, agora é só você e sua vida, o que é que você vai fazer? E é aí que a maioria engasga… “Humm, não sei bem… Eu poderia fazer diversas coisas, mas não quero realmente fazer nada em específico”, é a resposta mais comum.

O que responde essa pergunta é o propósito. Pessoas com um propósito não suportam manter responsabilidade para com os outros – como no caso de um trabalho sem conexão com esse propósito –, pois isso atrapalha o andamento dessa missão.

A pessoa que vive Carpe Diem é, em primeiro lugar, livre. Livre de tudo: de emprego, de governos, de pendências financeiras. O carpediniano é cidadão do mundo, geralmente possui fundos suficientes para não precisar mais trabalhar ou mantém uma atividade que funciona quase automaticamente, não exige muita atuação de sua parte e proporciona uma condição financeira que o faz não precisar se preocupar com dinheiro. A liberdade de governos significa que a pessoa que vive Carpe Diem não deixa que seu governo altere o rumo de seu propósito ou influencie sua vida. Muitos carpedinianos buscam cidadanias adicionais, alguns, inclusive, rompendo laços fiscais e residenciais, se tornando literalmente cidadãos do mundo, sendo portadores de diversos passaportes emitidos por outras nações além de sua nação-mãe, não devendo satisfação (ou mesmo impostos!) para qualquer governo. Mas essa condição, eu devo dizer, não é comum! Não é preciso ser um indivíduo sem laços para viver Carpe Diem!

A liberdade, entretanto, pode ser conquistada antes que o propósito seja esclarecido e pode funcionar como um mecanismo para descoberta desse propósito. Toda a parafernália que cerca a vida do cidadão comum ocupa tanto espaço e faz tanto barulho que o indivíduo que está preso pelas amarras da sociedade não consegue ver além do horizonte. É por isso que muitas pessoas são incapazes de conceber suas vidas sem o trabalho formal que realizam.

Muita gente sonha com a aposentadoria ou em ganhar na loteria para não ter mais que trabalhar, mas quando o desemprego ocorre por uma razão ou outra, elas não conseguem encontrar mais nada para fazer além de assistir TV e bater papo furado. Suas vidas não têm propósito algum, elas precisam do trabalho para pelo menos se sentirem úteis e necessárias!

Uma das mais poderosas técnicas para descobrir um propósito – que pode não ser “o” propósito de toda a sua vida mas “um” propósito específico e finito – é afastar-se momentaneamente de todo esse barulho e ver a sua vida de uma forma mais objetiva. Recomendo que você tire uma semana de férias e vá para um lugar afastado de onde você vive de forma que você não possa ser interrompido e não sofra influência externa. É importante que você vá sozinho. Pergunte-se, então: “Quais são minhas maiores dificuldades?”. O maior expert em persuasão e influência, Robert Cialdini, descobriu que seu propósito era estudar comunicação – mais especificamente, o processo de persuasão – quando ele próprio identificou em si mesmo a dificuldade em se comunicar e persuadir os outros ou lidar com pessoas difíceis. Ele passou, então, a estudar o assunto para melhorar a si mesmo e, durante processo, publicou livros que até hoje são considerados os melhores na área.

Vejo, através de alguns comentários postados nos artigos anteriores, que muita gente confunde “propósito” com “talento” e “dom” e acredita que precisa encontrar esse “dom” para saber qual seu propósito. Esse é um engano freqüente. Geralmente pelo que vejo, o propósito está mais ligado à superação de dificuldades do que à manifestação de um talento.

Pessoas que se agarram a um dom podem ser altamente admiradas pela sociedade, mas podem não estar crescendo nada intimamente. Muita gente que encontra um dom cedo o suficiente acaba se agarrando a ele e constrói sua autoconfiança ao seu redor, não sendo capaz de fazer nada mais na vida. O talento acaba sendo uma fuga. Como aquilo é fácil para a pessoa, ela se esconde do mundo usando o talento como máscara.

Você precisa descobrir seus talentos? Sim, são seus talentos que o ajudarão a superar suas dificuldades. Porém, você precisa parar de endeusar essa idéia. Muitas pessoas são incapazes de os identificarem justamente porque esperam que o talento seja algo grandioso como Mozart tocando piano aos cinco anos de idade! Mozart era um gênio e genialidade é diferente de talento!

Além dessas questões de talento X dificuldades, é preciso que você se questione sobre “tendências”. Algo que ficou claro em minhas pesquisas sobre propósito de vida é que o que é preciso ser feito geralmente começa a se impor sutilmente em nosso caminho. Uma idéia que não sai da cabeça, oportunidades que aparecem, pessoas-chave, enfim, o propósito não é “inventado” por nós, ele já está em nossas vidas e se mostra ou pede atenção vez ou outra. Comece a prestar atenção nessas tendências, faça uma lista de “sinais” que ocorreram no passado e em que talvez você não tenha prestado tanta atenção antes.

Mantenha-se aberto para as pequenas coisas. É rara a pessoa que tem um único propósito para toda a vida ou tem visão de conjunto suficiente para compreender toda a complexidade de sua missão. A maioria das pessoas dá um passo de cada vez, executando pequenas missões aqui e ali, uma de cada vez. A soma de todos esses pequenos propósitos dá significado à vida. Essas pequenas missões podem ser coisas que parecem ser insignificantes e não “têm cara” de propósito – como se reconciliar com um desafeto do passado, superar uma dificuldade íntima que o está impedindo de seguir em frente na vida, desenvolver uma habilidade específica (que pode ser algo simples como aprender a se concentrar ou se organizar melhor).

Recomendo para quem tem a ambição de viver Carpe Diem que procure traçar um plano para buscar liberdade o mais rápido possível. Para quem está enterrado até o pescoço no sistema de gato e rato da sociedade moderna, pode levar um tempo até que essa liberdade seja conquistada, então um plano com etapas pré-definidas pode ser necessário. Uma vez que a liberdade seja alcançada, tudo fica mais claro e há muito mais possibilidades para que um propósito com real significado possa tomar corpo.

Para aqueles que não fazem a menor idéia de como fazer para se livrar de seus empregos, eu indico negócios online. Não porque esse é o meu negócio, mas porque as oportunidades são infinitas, o custo de entrada nesse mercado é praticamente zero, não há muita competição em língua portuguesa e a maior parte dos negócios online funciona automaticamente sem a necessidade de trabalho constante.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


65 comentários em “Como descobrir meu propósito de vida?”

  1. Eu simpatizo muito com essa idéia de “viver carpe diem” e gosto da abordagem da Fran Christy com essa questao de propósito, pois é muito fácil alguém que tenha esse nível de liberdade se tornar um vagabundo de primeira linha, pirimpulando pelo mundo só curtindo a vida, sem fazer nada de útil.

    Essa vida carpe diem é muito similar à proposta de W.G. Hill do “permanent traveler” (PT) não sei se alguém já ouviu falar… Mas de acordo com ele e todos os que vivem sua filosofia o negócio é só curtir e não oferecer nada de volta pro mundo. Mesma coisa com o Timothy Ferris, autor do 4 Hour work week (Trabalhe 4 horas por semana), ele ensina como fazer dinheiro automaticamente da forma como a Fran falou e poder e viver essa vida solta, mas em compensação não fala nada de propósito e a vida dele mesmo é uma vagabundagem só.

    Sou muito grata de ter encontrado a Fran, primeiro no site Sonhos Estratégicos e agora aqui. Tudo o que estou aprendendo é muito enriquecedor e me faz abrir os olhos para coisas que a gente normalmente não para pensar em nosso cotidiano.

    Obrigado por tudo!

    Eliane

    Responder
  2. Eliane, concordo contigo. Já tinha lido o 4 hour work week pois busco esse estilo de vida já há muito tempo, mas fiquei com a impressão de que o autor defendia uma vida mesquinha, egoísta e centrada em si mesmo, fazendo rios de dinheiro para financiar seus caprichos pessoais ao redor do mundo.

    Aprecio muito a visão de Fran Christy trazendo uma nova abordagem para essa questão, pois se a gente pensar bem, criticamos “vagabundos ricos” como Timothy Ferriss, mas em nossas vidas atribuladas não fazemos nada além de cuidar no nosso próprio nariz com a desculpa de que não temos tempo de fazermos nada pelo mundo. Isso é hipocrisia!

    Associar liberdade com propósito é tudo o que eu estava procurando para finalmente cortar os laços com a vida medíocre que levo desde que comecei a trabalhar.

    Responder
  3. Faco isso desde os 17 ,quando embarquei sozinho so com 100 dolares no bolco no Transatlantico italiano Eugenio C para Genova . E vive na Suica genebra 5 meses num intercambio criado por mim mesmo.

    .Assistino aula na universidade e no Colegio ,fora museus galerias teatros operas estacao de esqui gstad etc.

    Oas 22 vive na California em Berkeley 8 meses em S Francisco Okland . Barbaro .

    Hoje ganho dinheiro com uma boutique multinacional com duas pessoas : Eu e minha assistente ,fazendo livros fine books , doc pra tv e internet .

    Tenho uma fazenda pequena com cachoeira entre Braganca e Campinas e um studio no Parque do Ibirapuera em Sao Paulo ,solteiro amante das mulheres mais lindas do mundo , adoro arroz feijao e batata , viajo a Bahia Paris e o mundo . E hole com 48 anos sei que os priximos 30 serao os melhores .

    Agradeeco a Deus ,le sim minha maior descoberta e meu maior valor .

    Beijos

    amo voces !!

    Tudo e possivel Tudo !! Aquele que cre “

    Responder
  4. Eu sempre leio os artigos da Fran e esse me chamou atenção em especial.Faz um tempo que comecei essa busca pelo equilíbrio, principalmente pelo financeiro, para chegar ao ponto de não trabalhar pelo dinheiro, e sim ele trabalhar pra mim.Ainda estou “engatinhando”, digamos, mas já vejo melhoras.Hoje, meu grande sonho é justamente esse: não ter que ficar 08 12 horas fechadas em um escritório, vendo a vida passar lá fora, com infinitas possibilidades…Por isso fiquei interessada nas informações sobre montar negócios on line.se puder me enviar, ficarei agradecida.Outro ponto que me tocou profundamente, foi “Comece a prestar atenção nas tendências, sinais…” Eu acho que eles têm sido cada vez mais frequentes em minha vida!
    Enfim- acho que foi um ótimo começo de dia a leitura de hoje!

    Responder
  5. Fran,

    É um presente quando recebo o e-mail sobre um novo artigo Viva Carpe Diem. Seus excelentes artigos complementam muito bem seu livro “Um Sentido para a Vida”, pois você esclarece alguns pontos a partir do feedback dos leitores.

    Tenho todo o interesse em montar um negócio online. A dificuldade é identificar uma oportunidade, definir o negócio e as formas para gerar receita.

    Um grande abraço a todos.

    Responder
  6. Recebo news desse maravilhoso site e sempre leio os artigos…estou me desprendendo de hábitos que fui adquirindo há dois anos e que sempre critiquei como, por exemplo, viver sem se importar com o próximo!
    Estou me recuperando de um acidente de moto (perdi três dedos do pé esquerdo)e percebi nessa “ociosidade” o quanto o mundo precisa dos que têm mais consciência e que serão cobrados por isso. Tenho olhado com compaixão por todos aqueles que cruzam meu caminho e tenho percebido que esse é o primeiro passo para acordar para a verdadeira vida. Sei que tenho um longo caminho a percorrer, mas será com a mente mais aberta e voltada para a coletividade (mesmo para quem, a princípio, não merecer). Darei continuidade ao meu projeto (tinha deixado na gaveta pelas atribulações diárias):
    “Good People”…
    Only really good people can help poor people
    (Apenas pessoas realmente boas podem ajudar pessoas pobres).

    Abraço a todos!!!

    Responder
  7. Sou leitora fiel dos artigos Viva Carpen Diem, e o interessante que conforme vou lendo eu vou dizendo TUDO O QUE EU QUERIA ERA SER UMA CARPEDINIANA…., mas estou atolada até o pescoço com um trabalho que me rende uma certa satisfação pessoal, mas não finaceira, e sendo assim, estou interessadissima em montar um negocio online desde que eu consiga ter um retorno bom e que possa me proporcionar uma qualidade de vida melhor.
    Abraços !

    Responder
  8. Fran,

    Estou adorando receber e-mails contendo artigos que me ajudam a esclarecer dúvidas que sempre tive sobre meus propósitos e como alcançá-los.

    No momento estou sem emprego e tenho pensado muito em algo para realizar e uma das opções foi montar um negócio online, mas não tenho informações suficientes para montá-lo.

    Um grande abraço,

    Responder
  9. Estou super interessado em saber como montar um negócio onlaine.Ja tentei, mas encontrei empresas que não eram sérias e desisti.
    Eu li e agora estou relendo o primeiro volume da coleção Carpe Diem juntamente com os artigos que estão sendo disponibilizados no site.

    Um abraço.

    Responder
  10. Tenho grande interesse de ter um negócio online.
    Pra poder ter + tempo na busca de outros propósitos da minha vida. Pq alguns eu já indentifiquei. Aprender a lidar com a rejeição é um deles. Aprender a olhar o lado positivo das coisas é outro. Seguir minha intuição e trabalhar com arte e música tendo coragem de inovar enfrentando a reprovação familiar. E, o que acho que é o maior de todos, independência emocional.
    Abraços!

    Responder
  11. Parabéns mais uma vez pelo o artigo, fico feliz em ter oportunidade de ler palavras tão precisa.

    Tenho todo o interesse em montar um negócio online. Tenho as mesmas dificuldades do comentario do Julio.

    Um abraço

    Responder
  12. É com muito intusiasmo que leio seus artigos, gosto de todos que você publica.

    A respeito de montar um negócio online gostaria de saber mais sobre esse assunto, pois ando procurando outra fonte de renda, além da minha tradicional.

    Um grande abraço: Iran

    Responder
  13. Também gosaria e mnarum negocio online mas as dificuldades são tantas que nem sei explicar aí a gente fica trabalhand iguallouco e só pensando na aposentadoria, que hoje já não nos traz grandes alegrias mais.

    Parabens pelo artigo, nos leva à pensar seriamente sobe o nosso modo de viver tão corrido

    Um abraço fraterno.

    Responder
  14. Olá,

    É mesmo interessante ler os artigos,só ainda não entendi o que sgnifica “viver carp dien” seita religião ou filosofia?Desculpe se por um momento não prestei atenção,mais vivo mesmo nessa corrida gato e rato e não prestava atenção a muitas coisas que hoje dou valor,mais sigo lendo todos os artigos.
    Quanto ao negócio on line como funciona?Gostaria de receber imformação.

    Um forte abeaço.Nete

    Responder
  15. Fico feliz em ter oportunidade de ler os artigos da Fran, comecei primeiro no site Sonhos Estratégicos e atualmente no carpe diem. Tenho aprendido muito e estou me abrindo para novas idéias.
    A respeito de montar um negócio online gostaria de saber mais sobre esse assunto, tenho as mesmas dúvidas dos leitores acima.
    Abraços, Margareth

    Responder
  16. Olá! Li o seu artigo logo após uma reunião com minha diretora, essa com vários feedbacks a serem ressignificados… Seu artigo acabou por reforçar meu desejo de liberdade de ser através de outros caminhos. Novos negócios sim, inclusive online. Se for possível, posso receber material em inglês da sua editora. Essas pequenas doses de inovação no modelo mental dos seus artigos trazem grandes insights.
    Valeu! Ana Paula

    Responder
  17. Esse artigo é muito interessante… É bom para pararmos um pouco e refletirmos sobre o assunto… Adoro receber todos os seus artigos, todos nos ajudam a refletir sobre nossas decisões. Parabéns Fran Christy!!!
    Abraço à todos e fiquem com DEUS…

    Responder
  18. Gostaria de saber que tipo de negócio pode ser trabalhado on line, sou psicóloga e trabalho com orientação vocacional e psicanálise.

    Aprecio Muito a Fran inclusive quado trabalho com grupos “na preparação para a aposentadoria”, mostro o quanto é importante ter um projeto de vida, e quem não fez até agora, deveria fazer o mais rápido possível, sempre é tempo.

    Responder
  19. Oi Fran,

    leio todos os seus artigos, e adoro, você mostra as oportunidades passo a passo, tudo para que possamos caminhar.

    Preciso dessa liberdade, principalmente se a financeira vier primeiro, também me interesso por informações do negócio on-line.

    bjus

    Andréa

    Responder
  20. Olá Fran,
    Que bom quando chegam os e-mails “Viva Carpedien”, o mais interessante é que eu sempre pensei assim em viver desgarrada do escritório, dos projetos e das cobranças mas me sentia culpada por pensar assim, não foi assim que ví meu pai criar a família dele, e vencer, pelo contrário; Então temos a cultura do propósito de seguir uma linha familiart como se fosse uma receita de bolo, mas e essa tal de felicidade? A que momento ela vem? Então não temos o direito de viver um dia tranquilo e seguro após outro? O Esterótipo do certo é ser “Judiado”, pelas pressões seis dias e descansar no sétimo?” assim como Deus fez? Agora me sinto segura:posso dizer que N Â O!, não nascemos para sofrer, precisamos aprender a tirar o melhor proveito da vida, e sem culpa aceitar a verdadeira felicidade naquilo que fazemos.
    Fran, tenho um grande interesse em iniciar um negócio on line, tenho facilidade em estudar e aprender tecnologias e sistemas, adoraria receber uma sugestão sua.
    Obrigado pelos artigos, e você vive Carpediem porque semeia Carpediem

    Responder
  21. Parabéns Fran!!! você exerce uma tarefa maravilhosa que é ajudar as pessoas a serem felizes.

    Também tenho muito vontade de trabalhar mais com negócio online, realmente havendo dedicação é bem rentável,recentemente me cadastrei em um site em que não se paga nada e se ganha em euro para navegar em assuntos do seu interesse. Se alguém tiver interesse em conhecer é só acessar : http://www.publipt.com/pages/index.php?refid=givaldo

    Pensei bem antes de colocar esta sugestão, uma vez que pode-se achar que estão usando este espaço tão útil pra fazer propaganda, decidi postar pois acho o vivacarpediem é um site de ajuda e orientação, e no meu entender esta minha indicação por não envolver custo e trazer benefícios pode servidr pra muitas pessoas.

    Um abraço a todos vcs meus amigos

    Givaldo

    Responder
  22. Sim,gostaria de poder trabalhar deste jeito ,só preciso saber como ,acho que seria legal ,tenho boa digitação e meinteresso por leituras dinamicas ,pnl e inteligencia emocional.Atualmente sou cabelereira mais gosto muito da area do auto conhecimento e já li variso livros a respeito ,um gde abraço.

    Responder
  23. Gostei muito do texto e também gostaria de receber esta informação sobre negócio on-line . tenho um filho pequeno e gostaria de passar mais tempo com ele do que no trabalho , afinal , a infancia é uma fase linda que os pais acabam perdendo por motivos de trabalho tracional. Acredito que o trabalho on-line vem libertar mesmo o ser humano das amarras sociais e é um novo caminho , da nova terra , trabalho como conhecemos hoje será em um futuro próximo coisa de baixo nível onde ficarão apenas as pessoas que não conseguiram entender a nova energia , da liberdade plena . mas como a Fran falou não basta somente isso , pois se agente não sabe o que quer de verdade , a vida fica chata até sem o trabalho antigo , oque pode ocasionar um desturbio na pessoa , e esta se tornar apenas um ser consumista e fútil , sem nada para fazer , só curtindo a vida . é bom fazer um mapa conceitual da própria vida , abrindo o leque de opções e colocando um objetivo mais amplo ao redor de tudo .

    obrigada Fran .

    FAY

    Responder
  24. Olá,Fran!

    Conheci seu trabalho através do site Sonhos Estratégicos e amei seu e-book Um Sentido Para a Vida.

    Quero muito montar um negócio on-line, tenho várias idéias a respeito e adoraria saber como! Você me ajuda?

    Obrigado e parabéns!

    Edu!

    Responder
  25. Olá Fran e equipe,

    Muito obrigada pelo excelente trabalho social que você vem desenvolvendo. Adoraria receber informações suas sobre o negócio on-line. Li o seu livro: “Um sentindo para a vida” e achei pouco prático. Trata de muitas questões perfiféricas que não ajudam a pessoa ter clareza sobre como ser bem-sucedido.

    Tenho observado nos seus últimos dois artigos um maior grau de clareza e objtividade em suas recomendações.

    Obrigada, aguardo a gentileza do seu retorno. Obrigada, Cíntia

    Responder
  26. Oi Fran

    Gostei muito do seu artigo e gostaria de saber mais sobre como montar um negócio on line. Estou precisando me libertar desse “mundo” em que vivo e aprender a ser feliz e livre.

    Responder
  27. Ótimo artigo, ótimas dicas!

    Eu também tenho interesse em desenvolver um negócio on line.

    Que tal criarmos um fórum neste site ou noutro espaço para trocarmos idéias e experiências sobre as possibilidades de trabalho online?

    Responder
  28. Hello Fran;

    Parabéns pela sua contribuição social. Você poderia nos fornecer indicações concretas de como montar um negócio on line?

    agradeço muito, Cíntia

    Responder
  29. Olá!
    É a primeira vez que leio um artigo sobre Carpe Diem. Gostei muito, pois tenho uma filosia bem parecida. Tenho também um pequeno negócio on line em fase de reestruturação pois não deu bons resultados.
    Estou receptivo a novos negócios e agradeço enviar-me informações a respeito.
    Grato

    Responder
  30. Olá,

    Ótimo artigo, este tipo de matéria ajuda a podermos traçar o nosso norte com mais perspicácia e pé no chão, tirando-nos ao mesmo tempo da condição de autômatos, fazendo-nos vislumbrar a liberdade que a maioria das pessoas não acredita existir. Gostaria de saber mais sobre negócios on-line, uma vez que estou começando a desenvolver uma loja e-commerce e é tudo bastante difícil.

    Obrigado

    Responder
  31. Bom dia Amigos que acopanham os artigos da Fran!

    Estou em uma fase de transição em minha vida pessoal e profissional, assim gostaria de saber maiores detalhes sobre como montar um negócio on line.

    Quero agradecer por toda a contribuição que a Fran tem feito para nosso crescimento pessoal e profissional.

    Aguardo Contato

    Um abraço

    Wilson

    Responder
  32. Negocios online…. como montar um como eu quero fazer isto… e agradeço pela parte social que voçe tem me ajudado NEGOCIOS ONLINE como posso fazer isto
    me de apenas um toque… e o resto deixa comigo… sou muito criativo… e acredito a que seja na crise que surgem grandes e ideias…. muito obrigado

    Responder
  33. Ola Fran!
    Estou no inicio de um trabalho online e sempre imaginei fazê-lo de minha casa e em meu computador e como gosto de me indentificar plenamenbte, antes de inicia-lo, estou vivamente interessado…em seu modo de trabalho pela internet.
    Meus Parabens! Você me esta sendo de grande ajuda, como seus artigos.
    Álvaro.

    Responder
  34. Muito bem, artigo bastante interessante ,gostei muito !!! gostaria de saber mais sobre negócios online ,quem sabe da certo e eu abandono minha vida estressante de professora…

    Responder
  35. Oi Fran!!!

    Me identifiquei muito com seu artigo. Abandonei minha profissão e estou em busca desse propósito de vida, pois não penso somente em ganhar dinheiro mas também em fazer algo que me traga realização. Ultimamente tenho notado alguns sinais, evidências, que apontam o caminho, mas estou totalmente sem motivação pra correr atrás dos meus sonhos, e nada cai do céu, infelismente. Parabéns pelo artigo. Muito útil, também gostaria de receber idéias sobre negócios on-line. Obrigada.

    Responder
  36. entao nao entendo muito sobre o que quer dizer realmente mas me parece meio fantasioso e magico o que quer propor ainda mais nos dias de hoje e como acha que se pode ganhar dinheiro e ao mesmo tempo aproveitar a vida intensamente eu so vejo uma saida se tiver muita sorte e talento de monte exatamente no que ama fazer mas nao ser plugado em materia e se suicidar pois o mundo e capitalista sem muito romantismo.um abraco

    Responder
  37. Olá Fran

    Desejo saber como montar um negócio on line bem sucedido.
    Resido em Recife. Tenho uma empresa de vendas para atender orgão do governo, porém, desejo iniciar um negócio on line, que promova benefícios as pessoas.
    Entendo que existimos para servir ao próximo e assim ser feliz.
    Abraços

    Antonio

    Responder
  38. fran adorei seu manifesto carpe dien ,pra ser sincero é a unica coisa que eu li nos ultimos anos que realmente fez sentido.
    eu já vi de “Anthony robhins ao the secret” e sempre tenho a mesma sensação quando acordo de manhã,no meu caso a art que eu tanto quero fazer, mais com esperança no futuro melhor,e dai eu acabo não me entregando totalmente ao presente sempre pensando em fazer melhor no futuro quando tudo estiver nos eixos,istó é,quando eu for devidamente remunerado.
    Já estou colocando em pratica o catpe dien .
    só tenho agradecer

    Responder
  39. Olá Fran,

    É com satisfação que leio seus maravilhosos artigos. Desejo receber informações de como montar um negócio on line. Obrigada.

    Abraços,
    Mara Salete

    Responder
  40. PARABÉNS!!!
    MAS ESTA É A PRIMEIRA VEZ QUE VEJO ESTE SITE.
    NUNCA TINHA OUVIDO FALAR,APESAR DE PROCURAR TANTO PO ESSE ESTILO DE VIDA.PASSO HORAS NA INTERNET ,E GOSTARIA MTO QUE ENVIASSE ESSES ARTIGOS E OUTROS QUE AINDA NAO LI.TAMBEM QUERO APRENDER COMO TRABALHAR ONLINE.ESTOU ANTENADA.
    OBRIGADO!

    Responder
  41. Estou amando a imensidão de informações e de “injeção ” de ânimo que os Sites da Fran passam pras pessoas.Tenho grande interesse em aprender a trabalhar on line. Aguardo ansiosa cada dica que vier!!
    Abçss

    Responder
  42. Fiz escolhas erradas ao longo da vida com relação a minha profissão, no entanto acredito que nunca é tarde para se recomeçar, porém tenho dificuldades em identificar as oportunidades, definir o negócio e as formas para gerar receita. Um amigo me falou sobre o site Sonhos Estratégicos, e gostei dos artigos da Fran e estou interessada em entender melhor como montar um negócio online.
    Um grande abraço

    Responder
  43. Olá Fran

    Comigo vem acontecendo que só Dues pela minha misericordia. Nesta vida ja fiz um pouco de cada coisa: manicure epedicure, vendedora de roupas ,revistas até cesta basica a ultima agora. Já trabalhei de Aux. Enfermagem por quase 08 anos, trabalhei em farmacias. hoje mim encontro desempregada. Estou tomando conta de das minhas filhas ,mas sinto que está faltando algo e que tento descobrir , mais não consigo descobrir. Estou muito preocupada com esta situação. Ja fiz alguns curso mais não consigo me encontrar nada. Gostaria que me desse alguma orientação ficarei grata.

    Responder
  44. (SUA AJUDA POR FAVOR…)

    Não sei qual o meu propósito de vida. Me sinto perdida no mundo. Trabalho com algo que odeio, mas não posso parar porque preciso do dinheiro. Vivo desmotivada.. perdi a noção do rumo da minha vida, estou indo com a maré. Sinto um vazio enorme no peito. Não consigo encontrar uma saída e me sinto esgotada. Não sei qual o meu lugar no mundo, não sou feliz e não faço ideia do que quero fazer em minha vida. Não sei o que me faz feliz. Realmente, já fiz muitas coisas em minha vida, mas não saio do lugar. A noite deito minha cabeça no travesseiro e não consigo dormir, procurando sem parar por uma oportunidade para encontrar o sentido da minha existência aqui.

    Alguém já se sentiu assim? Como posso encontrar a minha missão no mundo? Alguém pode me ajudar?

    Responder

Deixe um comentário