3 dicas de produtividade que me ajudaram a ser um milionário

Rich Schefren

Dicas de produtividade

Como empresário e investidor imobiliário, sei da importância de manter a produtividade. Neste artigo, compartilharei três lições de produtividade que me ajudaram a aumentar minha riqueza.

Se você implementar essas três etapas em sua vida, estará à frente de 99% da sua concorrência. Isso lhe dará uma vantagem competitiva e o colocará em um caminho para o sucesso.

Seja você um proprietário de negócios ou um funcionário com mentalidade empreendedora, manter-se motivado e produtivo é a chave para o sucesso. Se você conseguir continuar quando todos desistem, automaticamente terá uma vantagem. Mas pode ser difícil manter a produtividade, especialmente quando você ainda não está vendo resultados. É por isso que é importante cultivar a mentalidade certa. Se você tiver a mentalidade correta, tudo se encaixa rapidamente a partir daí.

Como um milionário autodidata, dominei a arte de permanecer produtivo e expandir meus negócios. Isso me ajudou a expandir massivamente minha empresa e meu portfólio imobiliário.

1. Supere o medo do fracasso

Muita procrastinação é, na verdade, apenas medo do fracasso. Se você não tentar, não será psicologicamente prejudicado quando não conseguir. É por isso que muitas pessoas não avançam muito nos negócios ou nem mesmo começam seus projetos. Portanto, você precisa encontrar uma maneira de superar esse medo. Se conseguir superar o medo do fracasso, se tornará centenas de vezes mais produtivo.

Há duas partes para superar esse medo. A primeira é a mentalidade, e a segunda é se tornar mais competente. Você precisa corrigir como se sente em relação ao fracasso, mas também precisa tornar o fracasso menos provável. O sucesso não é uma loteria, não é uma questão de arriscar e ver se dá certo. É preciso ser competente para fazer dar certo e isso pode envolver aprender e desenvolver novas habilidades.

Se conseguir fazer essas duas coisas, o mundo dos negócios se torna muito mais fácil e compreensível.

Para corrigir sua mentalidade, você precisa encarar suas tentativas como lições práticas. Se tentar algo que não funcione, você aprende algo. Quanto mais vezes tentar, mais aprende. Se aprender com cada tentativa, ficará mais perto de ter sucesso a cada vez. Veja cada tentativa como uma lição, não como um fracasso.

Dito isso, se você não souber o que está fazendo, suas tentativas podem não se aproximar rapidamente do sucesso. Você precisa de um modelo a seguir. A maioria das coisas já foi feita por outros antes de você, não há motivo para reinventar a roda. Envolva-se em educação e treinamento contínuos para ter a melhor chance de vencer.

2. Faça o que realmente importa

Há muito “trabalho ocupado” no qual as pessoas se envolvem, especialmente quando estão começando nos negócios. Elas imprimem cartões de visita, encomendam um logotipo e tentam ter o site mais chamativo possível. Mas quando você está começando, deveria focar em conseguir alguns clientes ou gerar negócios, qualquer que seja a sua área, o mais rápido possível! Os detalhes podem ser resolvidos depois, obtenha algum fluxo de caixa primeiro.

À medida que seu negócio cresce, você descobrirá que algumas tarefas fazem o negócio crescer, enquanto outras produzem pouco retorno. É a chamada Lei de Pareto, 20% das coisas que você faz geram 80% dos resultados. Identifique quais são as tarefas que compõem os 80% que não geram resultados e as elimine ou terceirize.

Não tenha medo de cortar sem piedade as tarefas que não estão funcionando para você e sua empresa. Concentre sua energia nas coisas que estão mostrando os melhores retornos e evite fazer coisas apenas porque todos os outros na sua indústria estão fazendo ou porque parece ser algo que você deve fazer sozinho. Considere terceirizar praticamente tudo. Mantenha somente as atividades estratégicas.

Depois de saber o que funciona e o que não funciona, escolha os trabalhos que você gosta de fazer e delegue o restante. É muito mais fácil ser produtivo se estiver fazendo as coisas que você gosta e que são estratégicas para o seu negócio (ao invés de serem atividades de manutenção, por exemplo). Contrate pessoas que gostem de fazer o que você odeia. Como você começou fazendo esses trabalhos você mesmo, terá uma boa ideia do que é possível e poderá ensinar seus funcionários adequadamente. Isso significa que você será capaz de dizer se os funcionários e contratados estão fazendo um bom trabalho ou estão abaixo do esperado e guiá-los na direção certa até que você consiga com que eles sejam uma extensão sua, fazendo as coisas como você faria.

3. Rodeie-se de pessoas produtivas

Quando eu era estudante, costumava me reunir com colegas na biblioteca para realizar trabalhos e estudar para os exames. Às vezes, eu acabava me juntando a pessoas que preferiam usar esses momentos em grupo para conversas informais, fofocas e reclamações sobre os professores. Infelizmente, não produzíamos nada nessas ocasiões. Em outras situações, acabava me juntando aos grupos dos “CDFs”. A dinâmica era completamente diferente. Esse grupo estava genuinamente interessado em produzir resultados. Estudávamos, revisávamos os trabalhos uns dos outros, solucionávamos dúvidas e saíamos desses encontros com uma sensação de orgulho por um trabalho bem feito e pelo tempo bem aproveitado.

Passa a fita uns 30 anos e ainda hoje observo as mesmas dinâmicas em grupos de trabalho. A procrastinação torna-se uma segunda natureza quando você está cercado de pessoas sem ambição. Elas passam o tempo fofocando, reclamando da vida, do chefe, da política, da economia e não produzem nada. Nesse ambiente, você será tentado a reproduzir o mesmo comportamento e não se sentirá estimulado a se esforçar muito, até porque não sentirá a necessidade de fazê-lo.

Contudo, se você estiver cercado por pessoas ambiciosas, não vai querer ser o único que não está progredindo. Quando eu estava no grupo dos “CDFs”, eu não ousava iniciar uma conversa paralela sobre a nova namorada do cara mais popular da turma. Pelo contrário, eu me sentia motivado a produzir e dar o meu melhor. As pessoas costumam reclamar muito da falta de motivação, mas às vezes essa sensação é resultado do ambiente onde nos encontramos. Escolha as pessoas certas para estar ao seu redor e manter-se motivado. Encontre sua tribo de pessoas que estão indo para o mesmo lugar que você, pessoas ambiciosas que querem crescer, que se importam com o progresso. Evite pessoas que reclamam (do que quer que seja). Pessoas queixosas concentram-se na injustiça, no erro alheio, na falta de oportunidade. Elas não progridem porque esperam que o progresso venha de fora.

Você precisa de pessoas que estejam muito à frente de você para se inspirar. Você precisa de pessoas um pouco à sua frente para orientá-lo. Mas você também precisa de pessoas no seu nível, com o mesmo nível de motivação que você. Este último grupo são seus amigos e colegas que o manterão indo no dia a dia. Torne-os parte importante da sua vida.

Pessoas que te seguram para trás precisam ser deixadas para trás. Se seus amigos querem que você perca tempo com eles em vez de focar no seu negócio, você tem que deixá-los ir. Se seus amigos querem que você permaneça no mesmo nível que eles, você tem que deixá-los ir. Esta é a parte difícil, mas é necessária se você quiser alcançar grandes coisas na vida.

Essas três dicas podem parecer banais. Certamente, não são novidade; você já deve tê-las visto inúmeras vezes. Acredito que muita gente pense que o sucesso financeiro ou nos negócios é uma questão de sorte ou de algum segredo que desconhecem. Mas isso está longe de ser verdade. O sucesso é, na maioria dos casos, uma questão de perder o medo de tentar coisas novas, usar seu tempo sabiamente, não desperdiçando-o com atividades não estratégicas, e cercar-se de pessoas que o estimulem a crescer e progredir.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


Deixe um comentário