O que é viver carpe diem?

Franciane Ulaf

Filosofia Carpe Diem

Carpe Diem é um termo em latim que se traduz como “colher o dia” (num sentido de aproveitar o dia). O termo se tornou popular ao ser mencionado pelo filósofo romano Horácio no poema Odes.

Horácio compara o dia a uma fruta que deve ser colhida quando está madura – não antes, nem depois, mas no tempo certo. A vida não pode ser economizada, guardada para depois. Assim como o fruto que apodrece se não colhido no tempo certo, a vida deve ser aproveitada quando acontece, não pode ser economizada para amanhã.

Viver Carpe Diem significa, em primeiro lugar, ser fiel a você mesmo, à sua natureza, personalidade, valores e princípios. Essa condição é a base para o aproveitamento da vida “em tempo real”. Se você refletir sobre os motivos pelos quais as pessoas deixam de aproveitar melhor a vida, você verá que a maior parte dessas razões está relacionada a ganhos secundários, a trocas que as pessoas fazem para conseguir o que querem (material e emocionalmente). A filosofia Carpe Diem também está intimamente ligada a como lidamos com nossas emoções. Aproveitar o presente de corpo e alma exige total presença no momento.

Nossas emoções têm a capacidade de nos tirar do momento e nos carregar no tempo – tanto para o passado (culpa, raiva, inveja, frustração, tristeza, etc.), como para o futuro (ansiedade, insegurança, medo, etc.). Se você for incapaz de controlar suas emoções, você não conseguirá aproveitar verdadeiramente a vida, pois sua mente estará ocupada demais para se entregar ao momento.

Uma pessoa que realmente vive Carpe Diem é uma pessoa madura emocionalmente. Outros fatores práticos da vida também estão relacionados à vida Carpe Diem (como, por exemplo, as finanças pessoais). O dinheiro consegue retirar a atenção de qualquer um do momento. Não é possível aproveitar a vida enquanto você não sabe se conseguirá pagar as contas no final do mês! Além disso, o tempo gasto para gerar dinheiro para sobreviver consome a vida que você deveria estar aproveitando. Não é apenas uma questão de “procurar fazer o que gosta”, pois se sua paixão toma todo o seu tempo de forma que você não pode dar atenção para outras áreas de sua vida, qual o propósito?

A maior parte do tempo desperdiçado com trabalho convencional em nossa sociedade é inútil e não acrescenta nada nem para você, nem para quem você está trabalhando. Tarefas inúteis, falta de organização, desmotivação, falta de foco e o total desconhecimento por parte da maior parte das pessoas de como gerenciar a própria vida profissional de forma a apenas fazer o que só pode ser feito por você, reduzindo sua carga de trabalho e aumentando sua renda de forma inimaginável. Esse conceito faz parte dos paradigmas da vida Carpe Diem e é incompreensível para a grande maioria das pessoas.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


5 comentários em “O que é viver carpe diem?”

  1. Bom dia.

    Já gostava de ler seus artigos. Agora, com o Projeto Carpe Diem, fiquei mais interessado, ainda.

    Gostaria de saber distinguir melhor o que são princípios e o que são valores. Também tenho dúvidas quanto ao que é legal, moral e ético. Aqui, no Rio Grande do Sul,por exemplo, tem uma música gaudéria que diz que “nem tudo que é direito (legal) é certo”. Como trabalho com finanças pessoais, vejo muitas questões que, embora sejam legais, talvez não sejam éticas.

    Poderias escrever sobre isso?

    Sucesso!

    Francisco Roque

    Responder
  2. Isto mesmo, aproveitar o dia, mais que isto aproveitar cada minuto pois o que aconteceu há dois minutos atras não mais nos pertene e o que virá a acontecer de agora até a alguns minutos futuros poderá, inclusive, ser a nossa morte.

    Responder

Deixe um comentário