Por que a administração do tempo tradicional não funciona?

Franciane Ulaf

Administração do Tempo

Se pudéssemos descrever a vida em uma única palavra, o termo que refletiria de forma mais fiel à natureza do que denominamos “vida” seria “tempo”. Não há vida sem tempo.

Dar valor ao tempo e aproveitá-lo da melhor forma possível é valorizar a vida. Nossa existência é a soma de todas as pequenas unidades de tempo que vivenciamos: segundos, minutos, horas, dias, semanas, anos… O que fazemos com essas pequenas unidades de tempo é o que fazemos com nossas vidas.

Interessante, porém, é que a literatura de autoajuda que se concentra na administração do tempo incentiva seus leitores a desperdiçarem suas vidas ao invés de a aproveitarem. Como assim? Grande parte da literatura de administração do tempo se foca nas atividades profissionais e se baseia na premissa de que quanto mais você fizer no menor tempo possível, melhor. O leitor ingênuo, então, aplica suas técnicas e investe décadas de sua vida sendo ultraprodutivo, eficaz e eficiente. Para quê? Por um bom salário? Por uma boa posição profissional? Por status? Por honra? Por necessidade? Por obrigação? Ou simplesmente para dar conta do recado e não perder o emprego?

Seja qual for a razão pela qual as pessoas buscam técnicas para melhor administrar o tempo, poucas (ou nenhuma delas) reflete a intenção de fazer a vida valer a pena do ponto de vista do significado de cada uma das ações e decisões que tomamos.

Mas não me compreenda mal! Administração do tempo é algo extremamente necessário para organizar a vida e obter mais tempo para fazer o que realmente importa. A questão é a intencionalidade. Boa parte do que há disponível para ajudá-lo a administrar seu tempo não o ensinará como tornar sua vida extraordinária e significativa, pelo contrário, somente o transformará num robô humano, capaz de fazer muitas coisas ao mesmo tempo, rápida e eficazmente, mas no final das contas, quando você reflete sobre o que valeu todo o esforço, você se dá conta de que ser muito produtivo e dar conta do recado não provê necessariamente significado a sua vida.

A administração do tempo tradicional ainda falha ao não focar-se (nem sequer mencionar na maioria dos casos) o fato de que a vida só é bem vivida quando nossa atenção está concentrada no presente. Num mundo em que a nossa atenção sofre interferências tanto do mundo externo (distrações, estímulos, etc.) quanto do mundo interno (emoções como ansiedade, medo, fantasias, etc.), manter a atenção focada 100% no presente é algo percebido como impossível para muita gente.

Pesquisas científicas mostram que nossas experiências de vida concentram-se somente nos lapsos de atenção que dedicamos aos “momentos” em que focamos a nossa mente e prestamos atenção ao que está ocorrendo à nossa volta. Apesar de nosso subconsciente conseguir captar muito mais informações mesmo quando não estamos atentos, quando lembramos da nossa vida, nossas memórias resumem-se aos momentos em que estávamos completamente presentes. É claro que podemos acabar estando completamente presentes em momentos negativos quando nossos instintos nos deixam em alerta constante devido ao medo mesmo não querendo reter aquela memória, no entanto, a memória de eventos ordinários, (aquela que gostaríamos de ter para não darmos uma de esquecidos!), depende inteiramente do nível de atenção que colocamos na experiência. Nós geralmente não nos esquecemos de eventos com alto teor emocional, seja positivo ou negativo, no entanto, nos esquecemos de tudo o mais com muita facilidade – onde colocamos a chave do carro, onde salvamos aquele arquivo que baixamos na semana passada, e tudo o mais que é “normal” e ordinário, mas cuja rememoração torna nossa vida muito mais fácil e organizada. O treinamento da memória envolve domar a atenção para mantê-la, sempre que possível, no presente.

O termo “Carpe Diem” traduz com clareza o senso de valorização do tempo. “Colha a vida” enquanto o fruto está maduro. Tudo tem sua hora certa – o fruto colhido antes ou depois do momento certo não é aproveitado e saboreado como o fruto maduro. O aproveitamento da vida a cada momento é o que termina por conferir significado ao conjunto de todos esses momentos, à nossa existência como um todo.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


4 comentários em “Por que a administração do tempo tradicional não funciona?”

  1. Na oportunidade em que trabalhei em uma grande multinacional do ramo farmacêutico, participei de vários cursos e treinamentos sobre administração de tempo e território nos moldes tradicionais. E funcionava muito bem! Mas realmente o foco era a produtividade apenas. Muito natural tratando-se de uma Empresa que priorizava vendas e lucros. O que acontecia paralelamente a isso, era a insatisfação dos colaboradores mascaradas por uma remuneração atrativa. Muita gente estressada e que sequer dormia direito!
    Em resumo: algemas de ouro!
    Essa nova abordagem sobre aproveitar o tempo vivendo o presente e contemplando os demais segmentos da vida, é fundamental para todos nós que temos consciência de que estamos aqui de passagem.
    Parabéns pelo trabalho!
    Um abraço, João Francisco.

    Responder
  2. Olá sou Adalberto Barbosa de Fortaleza-CE-Brasil

    Os textos escritos por você me ajudam a ter uma nova visão, ou melhor, uma nova percepção sobre o que realmente posso acreditar como verdade, os livros técnicos voltados para profissionais executivos estimulam a leitura dinâmica e técnicas que melhorem a produção, e chamam de otimização do tempo claro que em meio a tantas dispersões existem hoje esses livros tem seu publico. O que achava era verdade para mim que deveria ser deste jeito, sendo que após viver em momentos desagradáveis em uma profissão paralela a minha deixei de viver ao lado de pessoas que amo e após chegar ao limite do que poderia investir de tempo e dinheiro e criar a consciência que deveria para e começar algo novo, pois do jeito que estava não viveria feliz, foi ai que passeis a aproveitar os dias melhores com quem amo

    Responder
  3. Muito bom o texto! Como outros comentários já disseram, ajuda muito a mudar a visão que a gente tem sobre administração do tempo e produtividade. A gente se acostuma com um tipo de informação e nem desconfia que pode não ser o melhor!

    Responder

Deixe um comentário