Trabalho duro não leva ao sucesso

Franciane Ulaf

Um dos conceitos mais mal compreendidos no que diz respeito ao sucesso é o trabalho duro. Muitas pessoas acreditam ingenuamente que ao trabalharem árdua e dedicadamente, mais dia, menos dia, elas usufruirão de uma vida bem sucedida. É difícil desfazer esse mito na mente das pessoas devido à comum dicotomia que existe na mentalidade popular, ou seja, se você diz que uma coisa “não é a solução” ou não é válida, assume-se automaticamente que então, o absoluto contrário é verdade. O que isso significa? Significa que ao afirmarmos que trabalho duro não leva ao sucesso, muitas pessoas assumem que o que estamos dizendo é que trabalho duro não leva a nada e que não devemos trabalhar bastante! Não é nada disso!

Pessoas bem sucedidas costumam trabalhar arduamente sim, CONTUDO, esse não é o foco nem a RAZÃO do seu sucesso, somente uma ferramenta, um meio utilizado. Pessoas que não conseguem êxito no que fazem tendem a acreditar que se trabalharem bastante e se aplicarem bem ao trabalho, um dia serão recompensadas e poderão crescer na vida. Entende a diferença?

Veja bem: uma coisa é trabalhar duro porque se está concentrado na ESTRATÉGIA que fora anteriormente traçada para se atingir um determinado fim. Outra coisa é simplesmente trabalhar bastante, cegamente, sem rumo algum, achando que só o EMPENHO em si, um dia, que não se sabe quando, haverá uma recompensa por todo o esforço dedicado. Isso não acontece? Por quê? Porque o sucesso é alcançado quando se está percorrendo um caminho específico, quando se está fazendo as coisas com propósito, não quando simplesmente se está fazendo as coisas, por melhor que seja a performance.

A maior dificuldade, contudo, é que a maioria das pessoas não compreende o que é ter propósito e estratégia, assim sendo, não sabem que seu esforço não vai dar em nada e ficam esperançosamente trabalhando duro, achando que um dia vão se dar bem na vida.

Ao ler esse trecho, muita gente pode acreditar ingenuamente que sua estratégia é “trabalhar duro”, contudo, trabalho árduo não é uma estratégia! Trabalhar bastante é simplesmente algo que você faz, não define a abordagem de como você trabalha. É como um time esportivo afirmar que ao invés de adotar alguma estratégia específica para ganhar o jogo, eles decidam apenas “jogar muito empenhados”, ou seja, trabalhar duro. Sem um posicionamento específico, o time desperdiça esforços, por mais que cada jogador esteja empenhado seriamente em jogar muito bem. Na vida cotidiana ocorre o mesmo, é por isso que se diz que trabalho duro é trabalho burro, no sentido de que ações são feitas com esforço, mas sem reflexão, sem direcionamento, sem estratégia.

Quando há direcionamento e estratégia, também trabalha-se com empenho, porém, o trabalho é realizado com foco, intenção e motivo, não somente uma esperança cega de que somente a dedicação fará com que um belo dia, tudo mude e um sucesso que não se estava buscando diretamente seja alcançado como um passe de mágica, um presente como recompensa por todo o esforço.

O grande perigo é a própria expectativa de se obter retorno com o puro (não focado) trabalho árduo e depois ficar frustrado quando esse retorno não vem, sem entender qual o problema.

Por isso é importante compreender que não estamos criticando o trabalho, não estamos dizendo que o que leva o sucesso é a ociosidade e que quem trabalha duro é bobo, não é nada disso! O que estamos dizendo é que o esforço deve estar associado a um direcionamento bem específico e que cada atividade deve ter uma razão de ser. O que estamos dizendo é que ser “CDF” no trabalho, fazendo tudo direitinho, na esperança de que o chefe note o esforço e um dia, quem sabe, você consiga uma promoção é um tanto tolo. Por outro lado, você não precisa ter um plano matematicamente planejado de todos os passos que irá percorrer até alcançar uma condição de sucesso, isso ninguém faz e ninguém tem. O que você precisa é, em primeiro lugar, de um foco. O foco, por sua vez, determinará a direção. Com isso em mãos, contando com as suas características pessoais, você pode, mesmo que intuitivamente, ter uma ideia de seu perfil de trabalho, seu “estilo” (agressivo, bajulador, independente, aventureiro, cauteloso, etc.). Esses itens moldam a estratégia que você irá adotar, tal qual um time de futebol, um jogador de xadrez ou uma empresa. Dessa forma, seu trabalho duro não terá fim em si mesmo e sim no próprio caminho que está sendo traçado.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


9 comentários em “Trabalho duro não leva ao sucesso”

  1. Reconheço que passei 5 anos de minha vida neste pensamento de trabalho duro, e procurava desculpa para tudo.

    Mas depois de ler a seguinte frase “Quando entramos numa rua sem saída o que temos a fazer é voltar”

    E foi ai parei tudo mesmo que estava fazendo de errado, e recomecei, mas agora planejando um dia de cada vez, até conseguir organizar uma semana.

    E hoje lendo seu artigo consigo sim aceitar a sua ideia passada neste artigo.

    Responder
  2. Oi fran. Realmente quem trabalha duro nao vai ao lugar nenhum normalmente esse tipo de pessoa nao tem nenhum foco apenas trabalha com um unico objetivo que e de mostrar que esta a trabalhar. Eu aconselho as pessoas que primeiro que tenham um foco e depois pode-se trabalhar neste objectivo seja ele duro num bom sentido.

    Responder
  3. Olá Fran.

    Concordo com seu artigo, aliás muito bom. Porém, entendo que a dificuldade maior está justamente em conseguir definir qual o foco, uma vez que exige autoconhecimento e visão de futuro. Seria interessante um artigo neste sentido, de como chegar ao foco, com ferramentas e ações que possam auxiliar.

    Parabéns pelos posts.

    Responder
  4. olá , seus artigos ,são maravilhosos , suas ideias são muito aceitáveis , passei a ter um novo estilo de pensar ou pensamento depois que comecei a ler seus artigos , recomendo . obrigado.

    Responder
  5. Olá Fran e a todos que irão participar dos comentários!

    É verdade verídica o que Fran disse. A grande sacada é usar todo esse “trabalho duro” no foco determinado. Com toda certeza os resultados serão muito e infinitamente mais satisfatórios.

    Responder
    • “Trabalho duro” é quando a pessoa trabalha “bastante”, se esforça, é boazinha, faz tudo direitinho, mas sem estratégia, sem foco, ela simplesmente cumpre muito bem com as suas obrigações.

      O que acontece? A pessoa que faz isso “acredita” que por ela ser muito esforçada, “um dia” a vida, o universo, Deus ou o chefe vão reconhecer sua dedicação e recomenpensá-la por seus esforços com muito sucesso e prosperidade.

      O objetivo deste artigo é explicar justamente que esse ponto de vista é ingênuo. Simplesmente se esforçar bastante, dar duro, fazer tudo direitinho não é garantia de qualquer sucesso, pelo contrário, a pessoa que cresce na vida é aquela que apesar de trabalhar duro, tem uma estratégia e se dirige com foco a um ponto específico, ao invés de simplesmente trabalhar, trabalhar e trabalhar e “esperar” pacivamente que a vida lhe recompense de alguma forma.

      A pessoa que espera que a “vida” lhe retribua por seus esforços acaba ficando frustrada, deprimida e decepcionada quando a realidade bate à sua porta e ela se dá conta de que não tem nada, é um fracasso e ninguém reconhece seus esforços. O problema todo está na perspectiva dela: esperar que o mundo reconheça seu esforço e lhe dê sucesso como se fosse um presente pelo trabalho duro. Obviamente, as coisas não funcionam dessa forma!

      Abraços,

      Helena Brito

      Responder
  6. Oi Fran isso acontecia mto comigo, tanto é que na faculdade estudava mto e não conseguia superar me em contrapartida minha amiga e colega conseguia estudar em pouco tempo e tinha optimas notas, isto porque ela tinha adoptado uma metodologia e eu simplesmente estudava tudo…mas tenho aprendido mto com os seus artigos, é quase como uma bíblia para mim… minha vida está mais organizada, com objectivos e tenho tempo pra tudo obrigada

    Responder

Deixe um comentário