Assuma a responsabilidade – Assuma o controle. AGORA.

Steve Pavlina

Responsabilidade

Um famoso provérbio iídiche diz que: “O homem planeja, Deus dá risada”. Você conhece essa sensação? A música Ironic, de Alanis Morissette, é repleta de bons exemplos: chuva no dia do seu casamento, congestionamento quando você está atrasado… E daí Alanis resume tudo em sua conclusão:

“Well, life has a funny way of sneaking up on you. When you think everything’s okay and everything’s going right.”

(“Bem, a vida tem uma maneira engraçada de nos pregar peças. Quando você pensa que está tudo bem e que tudo está correndo da maneira certa.”)

Pesquisas mostram que a noção que as pessoas têm de controle sobre suas próprias vidas é um dos fatores primordiais para seu bem-estar psicológico. Mas se “o homem planeja e Deus dá risada”, isso não quer dizer que não temos controle algum? Se não podemos controlar o comportamento dos outros, seus pensamentos e sentimentos, nem as forças da natureza, o tráfego, as notícias, como podemos ter qualquer senso de controle sobre nossas vidas?

A resposta, é claro, é que temos pleno controle sobre nossas próprias ações, pensamentos e sentimentos. Quando você está dirigindo, você não tem controle sobre os outros motoristas, poças de óleo na pista e buracos no asfalto, mas você controla seu próprio veículo. Isso, à primeira vista, parece bastante óbvio, mas pense um pouco e você verá que isso não é tão trivial assim. É sempre mais fácil apontar para os outros e para as circunstâncias do que assumir responsabilidades. Quando meu filho de sete anos se irrita, eu tento ensiná-lo a como se acalmar. Diversas vezes, ele me diz: “Não posso me acalmar, VOCÊ me deixou irritado”. Ele não pode controlar as minhas ações e se foram as minhas ações que o deixaram irritado, então é minha responsabilidade consertar tudo, certo? Bem, ele pode controlar os pensamentos e sentimentos que minhas ações provocaram e pode controlar a maneira com que vai reagir. Mas isso parece tão mais difícil que: “Vou ficar furioso e então o papai vai me deixar ver mais TV”. Sempre parece ser mais fácil mudar outras pessoas e mudar a realidade do que assumir a responsabilidade, mas não é bem assim.

Na próxima vez em que você reclamar dos outros ou da falta de sorte, experimente esse exercício simples: escreva cinco coisas que você pode fazer que podem estar sob seu controle em um papel. Daí escolha uma e a ponha em prática. Sempre funciona pra mim. E lembre-se sempre de que as coisas que você não pode controlar também podem agir a seu favor! Como a Alanis também diz em sua música:

“And life has a funny way of helping you out. When you think everything’s gone wrong and everything blows up in your face.”

(“E a vida tem uma maneira engraçada de ajudá-lo. Quando você pensa que tudo deu errado e tudo explode na sua cara.”)

A frase “há males que vem pra bem” é bem conhecida e não conheço ninguém que nunca tenha vivenciado algo que pudesse explicar como algo indesejado, inconveniente, incômodo, contra as expectativas e desejos ou simplesmente negativo que acabou em em resultado extremamente positivo.

A vontade de controlar tudo a nossa volta vem do nosso ego, que mimado e vaidoso, não quer que absolutamente nada dê errado ou ocorra diferente do esperado. Mas esse assunto é extensivo e complicado demais para abordarmos aqui e agora!

A mensagem que quero deixar aqui hoje é de que acima de tudo a responsabilidade sobre como vamos nos sentir sobre os acontecimentos em nossas vidas é nossa e não tem argumento contra isso, afinal de contas, quem escolhe ficar triste, bravo, deprimido, frustrado ou no outro oposto, alegre, motivado, tranquilo ou entusiasmado somos nós mesmos. É a compreensão desse fato que acaba fazendo toda a diferença. Enquanto o reclamão que acha que são os outros e o “destino” que determinam como ele se sente e o que faz na vida, aquele que é proativo e escolhe não se deixar afetar pelo que os outros fazem e pelas circunstâncias, acaba dando de dez a zero nos outros e mesmo sem querer, é mais produtivo, mais motivado e consequentemente alcança mais e melhores resultados na vida.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


17 comentários em “Assuma a responsabilidade – Assuma o controle. AGORA.”

  1. muito legal, seu artigo, pois eu também tenho essa percepção. a lógica deveria ser Deus traça os planos e eu com a ajuda dEle, executo em minha vida em prol da vida…parabéns

    Responder
  2. “A biblia diz,”O homen faz planos mas a resposta certa vem do Senhor”Prov.16-1.O problema está em não perseverarmos diante da luta, dos obstaculos.Por essa razão fiquei na mesmice.
    Muito obrigada por esse e-mail,me edificou muito agora é só agire perseverar.

    Responder
  3. Excelente artigo,acho super legal escrever o que desejamos e que está em nosso alcance para fazer, mas assim como não controlamos nossa respiração, nem nossa circulação sanguínea, há algo por tráz que nos impede de colocá-las em ação mesmo sabendo que pode dar certo não temos a força necessária para executá-la. Acho que pensamento positivo não cura! A cura está em abstrair do nosso próprio pensamento a causa desse freio que está em nós e não nos deixa agir, e isso não é tão simples assim, escrevo porque estou nessa fase de meu crescimento e busco esta cura com muita determinação. Meu desejo é me curar, curar o meu interior para que eu possa agir de maneira eficaz e não me frustrar ou alimentar uma ilusão novamente.

    Responder
      • Sirlene, existem processos que são lentos mesmo no crescimento pessoal ( Digo isso porque já superei uma depressão) e o caminho para se desbloquear é mesmo “Tentativa – erro- tentativa diferente- até encontrar o caminho… Perspicácia sempre! Parabéns pela maturidade!

        Responder
  4. “Se eu pudesse definir tudo que li aqui eu diria que nossa vida física deveria ser forjada em atitudes, a bíblia deixa bem clara isso quando fala que a nossa fé sem atitude é sem valor.”

    Responder
  5. Adorei o artigo. Estava precisando ler algo assim. Realmente em muitos momentos da minha vida tenho a sensação de que não consigo controlar nada. O artigo nos leva a refletir e nos motiva a repensar nossas ações.

    Responder
  6. Parabens por ter demonstrado em poucas palavras o principio básico da felecidade, da realiza~ção.O poder que está dentro de cada um de nós para defenirmos nosso rumo.
    Obrigado

    Responder
  7. Adorei o artigo. Aproveito muito na minha vida profissional como personal organizer. Controlar nossas coisas em nossos armários e gavetas, eu acho que é um exercício simbólico mas é, de controlar a nossa vida,
    Muito obrigada

    Responder
  8. Concordo em tudo! Sempre percebi isto, mas há dias que estamos pré-disposto, e saturados demais com tudo e não há forças para sobressair por cima de momentos tristes.
    Mas na maioria, sim, há!
    Virou meu hobbie seus textos…

    Responder
  9. Olá Pessoas!
    Linda materia Fran,é claro que todos já estão carecas de saber que, tudo retorna a sua origem. Assim o que nós falamos, fazemos, pensamos, desejamos, sentimos a respeito do próxímo, volta para nós…Parece uma matematica…lei de causa e efeito…tudo que desejas para mim, retornará em dobro para vós!
    A lei divina é clara como a agua, e linda como o Céu.
    Estamos crescendo, porem, muito lento ainda.Eu pelo menos estou muito lento, precisamos ser muito mais positivos não dando lugar algum ao negativo. Preciso caminhar mais rapído ou seja, estudar muito mais.
    Um enorme abraço a todos e sucesso!
    LAL

    Responder
  10. adorei o contesto, em minha vida procuro colocar metas e isso me ajuda muito a conseguir tudo o que quero,tento mentalizar apenas pensamentos positivos, isso permite que eu sempre esteja bem e assim consiga conduzir a vida da melhor forma possível
    um forte abraço adoro suas palavras
    sandra

    Responder
  11. Gente, não sou da família : Says, mas vou tentar colocar um comentário aqui.
    Tenho que ressaltar que o artigo é, antes de tudo, disciplinador e demonstra nas suas brilhantes argumentações o quanto temos que tomar as rédeas de tudo o que planejamos, projetamos e queremos. Buscando e trabalhando em prol dos nossos sonhos, nada impedirá a realização do que queremos.
    Muito bom. abraços. Ivan Brafman

    Responder
  12. Conteúdo muito bom deste artigo… Nos clareia as idéias quando simplesmente queremos colocar a culpa nos outros. Muito profundo e reflexivo esta verdade:
    “A responsabilidade sobre como vamos nos sentir sobre os acontecimentos em nossas vidas é somente nossa.”

    Responder
  13. Aprendi algo que me fez refletir muito nas minhas atitudes com relação às circunstâncias e pessoas à minha volta: Não importa o que fizeram com você, mas o que você vai fazer com o que fizeram com você.
    Isso mudou muita coisa em minha vida.

    Responder

Deixe um comentário