Como organizar o dia: Unidades de significado X unidades de tempo

Steve Pavlina

Planejar o dia

Na última live do meu grupo de assinantes chamado Conscious Growth Club – que durou mais de 5 horas – compartilhei algumas dicas sobre como pensar em unidades de significado em vez de unidades de tempo.

Muitos anos atrás eu tentei um sistema de escrita de 4 horas por dia. Eu fiz isso por 30 dias seguidos, mas realmente não gostei. Não me ajudou a criar o tipo de relacionamento que eu queria ter com a escrita, e foi preciso disciplina diária para continuar com isso. Senti-me aliviado quando parei. Isso pode ser um bom sistema para outra pessoa, mas não foi uma boa opção para mim.

Todos os dias eu preenchia as 4 horas com escrita e edição, e eu parava logo depois que atingia esse tempo. A escrita que produzi durante esse tempo foi atrofiada e sem inspiração.

Um sistema melhor para mim é que, quando começo a escrever algo, começo com uma ideia inspirada e depois faço o meu melhor para terminar, editar e publicar um artigo significativa no mesmo dia. Não importa se leva 45 minutos ou 5 horas. Gosto de esquecer o tempo, entrar em um estado atemporal e aproveitar o fluxo de ideias e energia e os sentimentos de conexão e centralidade. Pensar na passagem do tempo ou tentar atingir uma cota de tempo ou contagem de palavras é o enquadramento totalmente errado para eu escrever melhor. É muito melhor para mim focar em um artigo (ou uma lição de um curso) como uma unidade de significado. Demora o tempo que for preciso, e prefiro não parar até que esteja totalmente pronto e publicado.

Tentar escrever por 4 horas me cansa. Mas escrever e publicar um artigo me energiza, mesmo que leve mais de 4 horas. Parece um paradoxo, mas o enquadramento que uso tem um enorme impacto na minha motivação, fluxo de energia e prazer da experiência.

O passo mais significativo

O ato de publicar é o passo mais significativo nesse processo. Quando um artigo é publicado, outras pessoas podem lê-lo, e eu também posso me desapegar mentalmente desse trabalho. Então eu posso fazer uma pausa e passar para outra coisa.

No ano passado, publiquei algo novo no meu blog todos os dias, e foi relativamente fácil. Se eu tivesse tentado escrever por uma hora por dia ou escrever 1000 palavras por dia, acho que teria sido um ano miserável, mas ao focar em unidades de significado (ou seja, artigos ou vídeos publicados diariamente), eu realmente gostei da experiência.

Isso também se alinha com o que compartilhei no post anterior sobre encontrar seu melhor combustível motivacional. Quando você passa um dia na Disneylândia, está pensando no que pode realizar em uma hora? Provavelmente não. Você provavelmente está apenas decidindo qual passeio seguir em seguida. O tempo não é uma unidade de significado na Disneylândia. As unidades de significado incluem passeios, shows, desfiles, refeições, fotos legais e assim por diante. Um dia na Disneylândia é sobre acumular experiências significativas. E as experiências de pico muitas vezes importam mais do que a quantidade total de experiências.

Você preenche seus dias com blocos ou tempo ou com unidades de significado? O que você acha mais naturalmente motivador? Qual você acha mais satisfatório depois?

Se tudo o que faço em um dia é publicar um novo artigo ou fazer uma ligação de coaching, isso faz com que o dia pareça bastante satisfatório. Mas se eu dedicar 10 horas e não realizar nenhuma unidade real de significado porque acabei de escolher um monte de itens menores, o dia não parece tão satisfatório.

Ter experiências satisfatórias é bom para motivação e impulso. Colocar muitas horas, por si só, não é. Se não houver unidades satisfatórias de significado suficientes nessas horas, as horas podem se tornar cansativas.

Motivacional Sustentável

1º de outubro de 2021 foi o aniversário de 17 anos do meu blog, então agora estou entrando no meu 18º ano de blogs contínuos. Ainda gosto e pretendo continuar. Eu ainda não escrevo em um cronograma definido. Não tenho cota semanal ou mensal para material novo. Eu apenas escrevo e público algo novo quando uma ideia inspirada me ocorre, e sinto que valeria a pena compartilhar. Essa atitude rendeu um relacionamento feliz, saudável e sustentável com os meus leitores.

Uma coisa que mantém minha motivação forte e sustentável é que eu trabalho principalmente em unidades de significado, não em tempo. Quando concluo uma unidade de trabalho que parece significativa para mim, significa que cheguei a um bom ponto de parada em que me sinto satisfeito com o que fiz. Meu cérebro é capaz de relaxar e liberar certos itens porque a energia do pensamento desses itens seguiu seu curso.

Se eu escrevo parte de um artigo e paro por um dia, minha mente fica presa em um ciclo aberto. Isso não é satisfatório nem repousante. Se eu fizesse isso regularmente, aumentaria o estresse e a tensão na minha vida. Então, quase todos os artigos, vídeos e áudios que publiquei foram concebidos, escritos, gravados (se necessário), editados e publicados no mesmo dia, geralmente em um fluxo contínuo de ação. Para peças mais longas, posso ter feito algumas pausas ao longo do caminho, mas geralmente prefiro seguir sem pausas ou apenas pausas muito curtas. Uma vez que começo uma peça, seja um vídeo, um artigo, um podcast, uma aula, gosto de ficar com ela até que esteja 100% pronta e publicada.

É fascinante que, ao ignorar o relógio, várias horas de trabalho contínuo possam parecer motivadoras e energizantes, mas mesmo uma hora pode parecer esgotante se você estiver preso demais no tempo.

Essa é a minha experiência como escritor e coach. Me dei conta de que ignorar o relógio e fazer o que faz sentido no momento traz melhores resultados do que organizar o dia de acordo com as unidades de tempo. É claro que a vida de cada pessoa tem suas próprias peculiaridades e exigências. Algumas pessoas trabalham com prazos e horas contadas, mas acredito que é possível até mesmo para essas pessoas organizarem suas vidas com base em sentido ao invés de tempo. Se você pensar na sua própria experiência, quando você experimentou alguns dos melhores fluxos de sua vida, sentindo-se energizado em vez de esgotado, você ficava olhando para o relógio?

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


Deixe um comentário