Como entrar em fluxo

Heidi Grant

Como entrar em fluxo

Quer aprender a manter o foco e o engajamento no seu trabalho? Então a pesquisa sobre fluxo pode ajudar. Um estado de fluxo pode ser definido como uma espécie de atenção sem esforço. Quando em fluxo, estamos profundamente absorvidos em nossas atividades, mas não há sensação de esforço. Também envolve um sentimento de emoção positiva de alta energia e padrões de ativação fisiológica únicos que se assemelham a padrões de sentimentos positivos e alta atenção.

Componentes do Fluxo

Mais especificamente, de acordo com o psicólogo, especialista em fluxo, Mihaly Csikszentmihalyi, acredita-se que o fluxo envolva nove componentes:

• Equilíbrio entre desafio e habilidade
• Fusão de consciência de ação
• Objetivos claros
• Feedback inequívoco
• Alta concentração
• Uma sensação de controle
• Perda de autoconsciência
• Transformação do tempo
• Experiência autotélica

Como entrar no fluxo

Um estado de fluxo pode parecer indescritível. Queremos atingi-lo, mas como conseguir? Aqui estão algumas sugestões da pesquisa.

1. Desenvolva a motivação intrínseca

Alguns traços de personalidade nos tornam mais propensos a entrar em estados de fluxo. Por exemplo, o prazer intrínseco – ou a tendência de sentir prazer ao realizar as próprias atividades, mesmo que não estejam vinculadas a recompensas externas, como dinheiro ou prestígio – pode estar ligada a uma experiência mais frequente de fluxo. O enfrentamento do tédio – ou a capacidade de realizar tarefas chatas de maneiras mais agradáveis – também pode estar relacionado ao fluxo. Isso sugere que, se trabalharmos para aumentar nossa motivação intrínseca, podemos ter mais facilidade em entrar em um estado de fluxo.

2. Desenvolva conhecimentos

Os especialistas sugerem que podemos ser mais propensos a entrar em fluxo quando trabalhamos em tarefas nas quais temos alguma experiência. Quando temos experiência em realizar uma atividade, já automatizamos algumas das partes difíceis dessa atividade naturalmente. Assim, os pesquisadores sugerem que realizar uma atividade desafiadora relacionada a uma área em que já temos experiência pode ser qualitativamente diferente de realizar uma atividade desafiadora não relacionada a uma área de especialização. Por esses motivos, eles dizem que pode ser mais fácil entrar no fluxo ao trabalhar em tarefas nas quais temos alguma experiência.

3. Aumente a emoção positiva

Uma coisa importante a ter em mente se você deseja entrar em um estado de fluxo é o papel da emoção positiva. É possível as emoções positivas precedam ou sejam um importante precursor do fluxo. Sabemos que um estado de fluxo é agradável, mas muitas das experiências que surgem como parte do fluxo podem surgir simplesmente da experiência de emoções positivas.

Por exemplo, Csikszentmihalyi nos lembra que emoções positivas podem resultar em autoconsciência diminuída e alterações na percepção do tempo. Isso sugere que sentimentos positivos podem nos ajudar a entrar em um estado de fluxo e que emoções negativas, como a preocupação, podem interferir em um estado de fluxo.

4. Faça coisas desafiadoras

Se quisermos entrar em um estado de fluxo, um bom primeiro passo é definir o cenário para os estados mentais discutidos acima. Por exemplo, o fluxo não pode ocorrer quando estamos fazendo coisas muito fáceis ou chatas. Portanto, podemos ser atenciosos com a dificuldade das tarefas que estamos realizando, garantindo que sejam suficientemente desafiadoras, mas não tão difíceis que nos sentimos desmotivados. Se uma determinada tarefa é desafiadora ou não para nós, depende de nossas áreas de especialização, portanto, podemos ter que fazer um brainstorming e experimentar para encontrar nosso ponto ideal.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Cadastre-se gratuitamente no Guia da Vida e tenha acesso a nosso melhor material sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, saúde mental e motivação:


1 comentário em “Como entrar em fluxo”

Deixe um comentário